Pesquisar neste blogue

Castanhinhas quentes e boas! Quem não gosta? 

Por acaso conheço quem dispense de as comer, mas eu gosto. Costumo fazer assadas com erva doce, pois acho que ficam muito boas. Fiz um pequenino vídeo que podem ver aqui


Ingredientes:

500 gr. de castanhas
1 colher chá erva doce em pó
Sal grosso
Água

Preparação:

Começar por dar um golpe nas castanhas.
Colocá-las num recipiente e cobrir com água.

Colocar um punhado de sal, a erva doce e misturar. Reservar cerca de 30 minutos.

Passado esse tempo colocar numa travessa e meter mais sal envolvendo-as.

Levar a assar em forno pré-aquecido a 200ºC. A meio da cozedura dar uma mexedela nas castanhas.

Depois de assadas (experimente uma), colocar as castanhas dentro de um pano numa bacia. Envolva-as completamente no pano e deixar repousar 15 minutos. Assim o vapor que elas vão largar facilitará a descascar a casca.
Passado esse tempo estão prontas a comer!



Buuhh... elas andam aí!!!

Aranhas, tarântulas, fantasmas... 👻👻👻

Esta tarântula apareceu-me cá por casa quando a vi 👀👀👀 quase que morria de susto. 😱

Peguei num facalhão e pimba acertei-lhe. Acertei-lhe uma e outra vez. 

Minha malandra... julgavas que me metias medo? Enganaste-te! Depois de ter enfiado o facalhão, ainda te dei uma dentada, ah pois! Ou melhor se calhar comi-te um pedaço dessa cabeça 😁😁😁

De certeza que não me tornas a aparecer 😍😍

Aqui fica uma sugestão para este Halloween, mas que também pode servir de inspiração para uma festa temática para crianças.

Fiz um vídeo que podem ver aqui 






Ingredientes:

Usar como medida uma chávena com a capacidade de 250 ml

1 chávena e meia de açúcar
1 chávena de óleo
2 chávenas de farinha trigo com fermento
1 colher de chá de fermento em pó
4 ovos
4 tangerinas com casca
Cobertura:
200 ml de natas
200 gr. de chocolate de culinária

Decoração:
Palitos de chocolate

Preparação:

Começar por pré-aquecer o forno a 180ºC.
No liquidificador colocar os ovos, o óleo e as tangerinas (previamente lavadas) e cortadas aos bocadinhos e triturar tudo. Juntar o açúcar e bater mais um pouco.

Passar a massa para um recipiente e juntar a farinha e o fermento peneirados envolvendo manualmente.

Colocar a massa em 2 taças de pirex redondas previamente untadas e polvilhadas com farinha.
Levar ao forno para cozer.
Nota: a massa da taça mais pequena coze mais rápido do que a grande.

Estando cozidos retirar e passados 15/20 minutos desenformar para arrefecer totalmente.

Cobertura:
Levar a derreter num tachinho o chocolate partido juntamente com as natas em temperatura baixa.
Uma vez derretido deixar arrefecer.

Montar a aranha num tabuleiro, cobrir com o chocolate derretido e colocar as patas, e os olhos.




Mais um ano, mais um WBD... Ainda que esteja a ser uma ano para esquecer, é bom que certas coisas "sobrevivam" como este dia...

Mais uma vez o meu pão é um pão doce. Fiz umas arrufadas ou arrufadinhas, como lhe queiram chamar. Um doce que ainda hoje resiste nas feiras e em muitas confeitarias.

Já o conheço há muitos e muitos anos, talvez desde a minha infância. E vocês?

Palavras para quê? As fotos falam por si.

#worldbreadday2020








As arrufadas já levedadas prontas para serem pinceladas com ovo e polvilhadas com açúcar e cozer:


As arrufadinhas prontas para levedarem:


A massa das arrufadas levedada e pronta para serem moldadas as arrufadinhas:




Ingredientes: 

600 gr. farinha trigo T55

25 gr. fermento fresco de padeiro

250 ml leite morno

2 colheres de sopa de margarina (usei planta)

100 gr. açúcar

2 ovos

Raspa de 1 limão

1 pitada sal

******************

Açúcar para polvilhar

1 ovo batido para pincelar


Preparação:

Amornar o leite e desfazer o fermento no leite. Juntar a margarina e misturar tudo.

Coloque na taça da batedeira a farinha, o açúcar, uma pitada de sal, a raspa de limão, 2 ovos e a mistura do leite anterior.

Com o  gancho de amassar pão amasse bem, cerca de 10/15 minutos (se a massa ficar um pouco mole não tem problema, pois depois coloca-se mais farinha).

Uma vez amassada cobrir o recipiente com película aderente e tapar com um pano. Deixar levedar +/- 2 horas (depende da temperatura ambiente).

Quando a massa tiver crescido, transfira para a bancada polvilhada com farinha e junte mais farinha de forma a que fique moldável, não pegue às mãos.

Faça um rolo cilíndrico e corte porções idênticas para moldar as bolinhas.

Coloque-as juntas num tabuleiro forrado com papel vegetal.

Deixe-as levedar de novo tapando com 1 pano.

Antes de colocar no forno pincele-as ao de leve com ovo batido e polvilhe-as com açúcar.

Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 20/25 minutos, depende do forno.


Este doce bem antiguinho encontrava-se e ainda se encontra em feiras, festas e romarias. 

Quando ia a uma festa, lá vinha o doce teixeira na sacola para quando chegasse a casa, sentar à mesa, e degustá-lo com  uma caneca de leite ou café juntamente com os meus pais e muitas vezes com os avós... Se sinto saudades desse tempo? Sim, sinto... mas ficam as memórias e quando fiz esta receita essas memórias "felizes" vieram-me à cabeça.

Com este friozinho que já se faz sentir até apetece ligar o forno, por isso experimentem!

Fiz um pequeno vídeo que podem ver aqui




Ingredientes:

500 gr. açúcar amarelo (só pus 400 gr.)
500 gr. farinha trigo com fermento
500 ml de leite meio gordo
2 ovos
2 colheres de sopa de canela em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação:

Comece por bater os ovos com o açúcar. Vá juntando a farinha aos poucos, alternando com o leite até acabarem. Por fim junte o bicarbonato de sódio e a canela em pó.

Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC num tabuleiro forrado com papel vegetal.

Demorou cerca de 35 minutos.



É um bolo, mas mais parece uma tarte devido à altura. Mas não interessa... o que interessa é que ficou uma delícia!

Já estamos na época das belas maçãs, por isso aproveitem e experimentem este bolinho.

Não tirei foto ao interior, mas garanto que estava uma fofura.
Receita de:
Teleculinária - B OLOS & D O C ES

Número 1 • M a i o / J u n h o 2 0 1 6





Ingredientes:

175 g de farinha trigo
150 g de açúcar
90 g de manteiga amolecida
3 maçãs
2 ovos - tamanho L
1 colher de sopa de açúcar mascavado
1 colher de sopa de canela em pó
1 colher de chá de fermento em pó
Raspa de 1/2 limão
Manteiga para untar
Farinha para polvilhar


Preparação:
Coloque num recipiente a manteiga amolecida, o açúcar e os ovos e bata até ficar um creme fofo.

Descasque uma das maçãs, retire-lhes o caroço e rale-a (fi-lo com a varinha mágica). Misture com a raspa de limão e envolva depois na massa anterior.

Por fim, incorpore delicadamente a farinha e o fermento. Verta a massa numa forma, previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha.

Descasque e descaroce as restantes maçãs, corte em gomos finos e disponha sobre a massa.

Polvilhe com o açúcar mascavado, e depois com a canela e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 45 minutos (faça o teste do palito).