Pesquisa personalizada
2019, 16 de Outubro e a celebração de mais um WBD.
A convite da Zorra do blog Kochtopf que promove o World Bread Day neste dia. Também eu resolvi contribuir para a celebração dele com este pão doce maravilhoso. Conhecido por pão de Deus se em formato grande ou estaladinhos em formato pequeno, que foi o caso.

Devo dizer que não há nada melhor que comermos um doce destes feito por nós sem corantes nem conservantes. Não ficaram nada mas mesmo nada atrás dos da confeitaria.

Ficou uma massa super fofa e deliciosa!!! Uma receita a guardar para repetir sem dúvida alguma.

E desta vez teve direito a vídeo que podem ver aqui.









#wbd2019

Ingredientes

Massa:

600 gr. farinha de trigo
2 ovos
9 gr. fermento em pó (usei fermipan)
250 ml  de leite meio gordo
60 gr. de margarina
100 gr. de açúcar
Sal q.b.
Aroma baunilha

Cobertura:

120 gr. de coco ralado
100 gr. de açúcar
50 gr. de margarina 
2 ovos
50 ml de água
****************
1 ovo para pincelar
Açúcar em pó


Preparação:
Amornar o leite, juntar o fermento em pó, misturar e colocar a margarina. Reservar.
Colocar os restantes ingredientes na taça para amassar e a mistura de leite também. 
Amassar cerca de 10 minutos.

Deixar levedar na taça tapando-a com película aderente.
Depois de levedada transferir a massa para a bancada polvilhada com farinha e juntar mais farinha, amassando sempre até que descole das mãos e da bancada.

Formar bolinhas (do mesmo tamanho) e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal. Tapar com um pano e deixar levedar.

Enquanto levedam prepara-se a cobertura:
Numa tigela colocar o coco, juntar a água e a margarina e misturar. De seguida juntar o açúcar e os 2 ovos ligeiramente batidos. Envolver tudo (fica uma pasta mole).

Depois das bolinhas levedadas pincelar com ovo batido e colocar em cima delas com a ajuda de uma colher ou com as mãos uma porção da pasta de coco.

Levar a cozer em forno pré-aquecido a 190ºC.
Quando estiverem cozidas, retirar do forno e polvilhar com açúcar em pó.
E estão prontos a saborear.






Leite creme, quem não gosta? E se for caseirinho ainda melhor. Esta receita já cá existe feita com 1 litro de leite - podem ver aqui. Neste vídeo fiz com 750 ml.

Esta receita "herdei" da minha mãe.
Podem ver o vídeo aqui.









Ingredientes:

750 ml de leite
3 gemas
150 gr. açúcar
3 colheres sopa farinha maizena (amido de milho)
1 casca de limão
1 pau de canela

Preparação:
Num tachinho coloque o leite, reservando um pouco para dissolver a farinha maizena.
Juntar o açúcar, as gemas, a casca de limão e o pau de canela ao tacho.

Na porção de leite reservado juntar 3 colheres sopa de farinha maizena e mexer para dissolver. Uma vez dissolvida juntar ao preparado. Com um batedor de ovos mexer tudo para misturar os ingredientes e desfazer as gemas.

Levar ao lume e sem parar de mexer, deixe que ferva.
Deixe ferver uns segundos para engrossar.

Retire do lume e retire tanto a casca de limão como o pau de canela. Verta para tacinhas individuais ou pratinhos.

Polvilhe com canela a gosto ou se preferir queimado (deixe arrefecer o leite creme e polvilhe com açúcar a superfície, com o maçarico ou queimador eléctrico queime o açúcar).




Desta vez trago um prato simples, muito simples. Ficou muito bom, pois não levou nenhuma água na confecção.





Ingredientes:

1 frango
1 cebola
3 dentes de alho
Azeite
Vinho branco
1 colher de sobremesa de colorau em pó
1 folha de loureiro
Sal, 1/2 knorr de carne
Malagueta
Cenoura e ervilhas a gosto

Preparação:

Retire a pele ao frango e parta ao bocados. Lave-o.
Num tacho colocar a cebola picada e os dentes de alhos laminados e regar com azeite de forma a cobrir o fundo do tacho generosamente.

Leve ao lume, deixe alourar e coloque o frango. Com o lume alto virar o frango para que este seja selado por fora e fique com um tom ligeiramente dourado.
Acrescente o loureiro, o colorau, o vinho branco (cerca de um copo), o knorr, a malagueta e a cenoura partida a gosto e assim que ferver reduzir o lume.

Deixar estufar lentamente. Assim que o frango começar a ficar tenro colocar as ervilhas e temperar com um pouco de sal. Deixar cozinhar as ervilhas, rectificar o tempero e servir com puré.

Nota: Não necessitei acrescentar nenhuma água, o vinho e os líquidos que o frango largou foram suficientes para estufar com calda o frango.


Quindins! Quem não gosta de lhe dar uma dentada?
Eu gosto! 
Agora em vídeo!

Podem ver o vídeo aqui.





Ingredientes:

2 ovos inteiros
6 gemas
200 gr. de açúcar
80 gr. de coco
1 colher sopa margarina derretida e fria
2 colheres de sopa de água

Preparação:

Começar por untar as forminhas e polvilhar com açúcar.
Pré-aquecer o forno a 180º C.

Numa taça colocar a peneira e peneirar as gemas para que os quindins não fiquem  com cheiro de ovo.

Juntar os 2 ovos inteiros e mexer com um batedor de ovos até estar tudo envolvido.
Colocar a margarina derretida, o açúcar a água e mexer.
Por fim o coco ralado envolvendo tudo.
Verter o preparado nas forminhas e coloca-las num tabuleiro onde se verte água fervida até meio das forminhas, pois vão a cozer em banho-maria no forno.

Demorou cerca de 45 minutos, mas convém fazer o teste do palito.

Retirar, deixar amornar e desenformar (passar uma faca à volta só para ajudar a soltar).
Rendeu 11 quindins.
Nota: Pode encher mais as forminhas porque a massa não cresce, rende é menos quantidade.





Desta vez venho mostrar o resultado do que mostrei no 1º vídeo que podem ver aqui.

Já não fui a tempo de mostrar os belos tomates que por lá houve, mas mostro o resto... e no final uma descoberta engraçada :)




Nada como uma compota caseirinha sem corantes nem conservantes...

Estamos na época dos belos figuinhos e porque não uma compota deles brindada com um vinho do Porto e nozes 😋

Queria fazer pouca quantidade por isso usei só 700 gr de figos e deu 2 frascos e pouco.
Ficou deliciosa!!! Acompanhamento excelente para queijos.





Ingredientes:

700 gr. figos
400 gr. açúcar
2 paus de canela
2 colheres de sopa de sumo de limão
3 colheres de sopa de vinho do porto 
10 nozes (miolo partido aos bocadinhos)

Preparação:

Retirar os pés aos figos e cortar em quatro. Colocar num tacho com o açúcar e restantes ingredientes excepto as nozes.

Levar ao lume e deixar ferver em lume brando, cerca 20 minutos. Adicionar as nozes e deixar ferver até obter o ponto de estrada (colocar um pouco de doce num pratinho e passar uma colher no meio, se ficar tipo uma estrada por uns segundos, está pronto).

Colocar em frascos esterilizados (colocar os frascos e tampas em agua a ferver cerca de 5 minutos).

Fechar os frascos e virar ao contrário durante 24 horas. Passado esse tempo voltar para a posição normal. Guardar em local seco e fresco.



A pavlova desde que a provei pela 1ª vez, ficou a ser uma das minhas sobremesas favoritas, entre outras. Gosto da parte de fora crocante e no meio aquela textura macia, gosto! 

Por cima leva um recheio que pode variar desde natas batidas em chantilly, iogurte grego ou lemon curd entre outras opções. E por cima deste frutas ao gosto, mas de preferências frutas mais para o ácido para fazer equilíbrio com o doce da própria pavlova.

Desta vez fiz a receita em vídeo para que vejam que não é difícil. Por isso já sabem, mãos à obra! 

Podem ver o vídeo aqui







Ingredientes:

6 claras (à temperatura ambiente)
300 gr. de açúcar
3 colheres chá de amido de milho (Maizena)
1 colher de sopa de vinagre branco
1 colher sopa de extracto de baunilha

Recheio:
1 pacote de natas 200ml
3 colheres de sopa de açúcar (opcional)
Framboesas
Morangos

Preparação:
Começar por pré-aquecer o forno a 160ºC.

Bater as claras até ficarem espumosas, começando por adicionar cerca de 1/3 do açúcar, continuando batendo. Adicionar o restante açúcar em mais 2 vezes até ficar totalmente dissolvido (para ver se está pegar com o dedo num pouquinho de claras e esfregar entre 2 dedos, se ainda se sentir o açúcar, continuar a bater até deixar de sentir).

Juntar o amido de milho, o vinagre e o extracto de baunilha, mexendo só até envolver tudo.

Num tabuleiro colocar papel vegetal manteiga e verter o preparado do merengue no centro e com a ajuda de uma espátula arredondar.

Depois de arredondado passar a espátula à volta fazendo movimento de baixo para cima, como se vê no vídeo.

Levar ao forno e baixar a temperatura para os 120ºC.
Cozer cerca de 1:30h.

Enquanto a pavlova coze, bate-se as natas em chantilly e junta-se açúcar. Leva-se ao frigorífico.

Desligar o forno findo esse tempo e deixar a pavlova lá dentro. Abre-se a porta do forno um pouquinho, e deixa-se arrefecer lá dentro.

Estando fria retira-se e recheia-se com as natas e os frutos vermelhos previamente lavados e secos.







Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line