Pesquisa personalizada
Vamos lá a sair deste marasmo, pois quanto mais nos dermos a ele, mais ele se agarra a nós...
Franguinho assado no sal, esta é a versão que costumo fazer cá por casa. É muito simples e fica delicioso. É daquelas coisas que é só meter no forno e esperar basicamente.

Fiz um vídeo que podem ver aqui e também me podem seguir no youtube.




Ingredientes:

1 frango
Sal grosso (suficiente para cobrir o fundo de um tabuleiro)
1 limão
2 colheres de sopa de manteiga (ou margarina)
Piri-piri a gosto


Preparação:


Numa assadeira cobrir o fundo da mesma com sal grosso.

Depois do frango limpo, lavado e seco colocá-lo em cima do sal.

Levar ao forno a pré-aquecido a 200ºC.

Passados 40/45 minutos regar com o sumo de limão. Levar novamente ao forno até estar assado.

Retire algum excesso de sal que possa ter ficado agarrado ao frango.

Derreta a manteiga com o piri-piri a gosto e pincele o frango.


Andava muito curiosa para experimentar estas rabanadas do convento ou conventuais, pois em vez de serem fritas em óleo são "fritas" numa calda de açúcar.

Tinha uma receita antiga onde só se passavam as fatias de pão por gemas, outra passavam-se também por uma calda e depois é que se passavam por gemas. "Fritavam-se" numa calda de açúcar e polvilham-se com canela. 

Optei por fazer a 2ª versão e ainda bem, pois ficaram bem húmidas. Diferentes das outras sem dúvida, mas gostei do resultado final.

Despeço-me por este ano...voltarei para Janeiro com mais receitinhas.

A todos os que me visitam e que me seguem fielmente, peço ao menino Jesus para vos dar aquilo que mais precisam 😊

Um beijinho da Ratolinha 😗

O vídeo podem ver aqui:




Ingredientes:
1 cacete de rabanadas 500 gr.
7 gemas
1 ovos inteiro
Canela em pó para polvilhar

Para a calda - molhar as rabanadas
500 ml de água (aconselho a colocar mais 200 ml)
150 gr. de açúcar
1 casca de laranja
1 pau de canela
1 colher sopa de mel
1 cálice de vinho do Porto

Para a calda de açúcar - "fritar" as rabanadas
600 ml de água
300 gr de açúcar
1 pau de canela

Preparação da calda -molhar as rabanadas

Levar um tacho para ferver com todos os ingredientes, excepto o vinho do Porto. Deixar ferver uns minutos (4/5 minutos), retire do lume e junte o vinho do Porto.

Molhar as fatias do cacete, previamente partidas com cerca de 2 cm de espessura e reserve.

Bata as 7 gemas com 1 ovo inteiro e passe as rabanadas por esta mistura.

Para "fritar" as rabanadas:

Leve uma frigideira alta com a água, açúcar e o pau canela e deixe ferver cerca de 4/5 minutos.
Coloque poucas fatias de cada vez e vá virando, assim que o ovo estiver cozinhado, retire para papel absorvente.

No final polvilhe com canela.





Parece que anda aí a Elsa (tempestade) a pôr o pessoal mal-humorado e a fazer estragos em muitos sítios. Maldita!!! A ver se a adoço para ela ficar mais calma e serena trago este lindo tronco!

Resolvi fazer em vídeo para vos mostrar. Já tenho cá 2 no blogue, mas a massa deste é diferente, pois usei laranja.

Podem ver o vídeo aqui. E já agora adocem-me a mim, partilhem o vídeo e subscrevam o canal :)





Ingredientes:

Para a massa:
6 ovos
180 gr. de açúcar
Sumo e raspa de 1 laranja
1 colher de sopa de farinha maizena (amido de milho)
130 gr. de farinha trigo com fermento
1/2 colher de chá de fermento em pó

Para o recheio e cobertura:
200 ml de natas
200 gr. chocolate de culinária

Preparação do recheio e cobertura:


Num tacho colocar as natas e o chocolate partido aos bocados e levar a derreter em lume brando, mexendo até que derreta. Reservar.


Preparação da Massa:

Bater os ovos com o açúcar muito bem. Juntar o sumo e raspa da laranja e bater mais um pouco para misturar tudo.

Juntar as farinhas e o fermento peneirados e envolver manualmente.
Forrar um tabuleiro com papel vegetal e levar a cozer em forno pré-aquecido a 180 ºC.

Depois de cozida, virar sobre 1 pano polvilhado com açúcar. Barrar o bolo com parte do chocolate derretido e enrolar com a ajuda do pano.

Cortar as pontas do tronco na diagonal e colocar uma de cada lado.

Barrar todo o bolo com o restante chocolate. No final com um garfo fazer uns riscos ondulados para imitar o exterior de um tronco de madeira.

Enfeitar a gosto. No meu caso usei 2 raminhos de azevinho.
Desejos de Boas Festas com muita saúde!💚




Vamos sonhar?!
É tão bom dar uma dentada num belo sonho caseirinho... Eu gosto e vocês?
Podem ver como se fazem passo a passo aqui.

Ingredientes:

250 ml água
150 gr. farinha trigo com fermento
50 gr. margarina
4 ovos
3 colheres sopa de açúcar
1 casca de limão
1 casca de laranja
1/2 colher sobremesa sal

Para polvilhar: açúcar e canela em pó


Preparação:

Leve ao lume um tacho com a água, a margarina, sal, cascas de limão e laranja e as 3 colheres de sopa de açúcar.

Quando ferver, coloque a farinha e mexa (sem parar)com uma colher de pau até formar uma bola que se despegue facilmente das paredes do tacho.

Retire a massa para um recipiente e deixe amornar.

Com a massa ainda morna, adicione os ovos um a um, mexendo sempre entre cada adição (mexi com a mão), mas pode usar a batedeira com a pá de massa para biscoitos.

Nota: se a massa ganhar grumos, passe a varinha mágica no fim.

Levar ao lume uma frigideira alta ou um tacho e colocar óleo suficiente para que os sonhos flutuem. 

Colocar colheradas pequenas de massa quando o óleo estiver quente (mas não muito) e deixar fritar em lume brando, para que não queimem por fora e fiquem crus por dentro. 

Quando os sonhos estiverem ligeiramente dourados pique-os com um garfo para que rebentem e cozinhem no interior.

Depois de fritos coloque-os sobre papel absorvente e passe-os por uma mistura de açúcar com canela.


Esta receita de pão de ló é uma das que já existem no blogue, mas como gosto de aperfeiçoar as receitas, resolvi cortar um pouquinho à farinha, e com isso fiz com que ficasse mais fofo ainda...

Podem ver o vídeo aqui.



Ingredientes:

6 ovos
200 gr. açúcar
130 gr. farinha trigo com fermento
1/2 colher sobremesa fermento em pó


Preparação:

Separar as gemas das claras.
Com a batedeira bater muito bem as gemas e o açúcar.

De seguida bater as claras em castelo.

Juntar ao preparado anterior e envolver com um rapa-tachos. De seguida juntar a farinha e o fermento e envolver novamente.

Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC numa forma de buraco untada e polvilhada com farinha.
Demorou cerca de 25/30 minutos.


Pudim francês... um clássico! Esta receita é a minha predilecta. Já cá existe no blogue mas com maior quantidade de açúcar, demasiada até. Daí eu ter reduzido para 250 gr. que chega perfeitamente.

Podem ver o vídeo do passo a passo aqui.




Ingredientes:

2 ovos inteiros
10 gemas
250 gr. açúcar
1 colher (chá) bem cheia de maizena
500 ml leite meio gordo
Raspa de 1 limão médio
1 cálice vinho Porto

Caramelo:
150 gr açúcar
8 colheres de sopa de água


Preparação:

Caramelo:
Levar o açúcar e a água num tacho até que ferva. Deixar ferver até adquirir o tom dourado (ou mais claro ou mais escuro conforme o gosto).
Verter na forma do pudim e rodá-la (com a ajuda de um pano para não se queimar) de modo a que o caramelo cubra toda a superfície interior da forma. Deixar arrefecer.

Pudim:
Comece por colocar ao lume um tacho largo com água para que ferva (para o pudim cozer em banho-maria).

Num recipiente colocar o açúcar, a maizena, os ovos e as gemas, mexer à mão com uma vara de arames ou colher pau (muito importante, não é com batedeira).
Juntar o leite, a raspa de limão e o vinho do porto, mexer mais um pouco para misturar tudo.

Colocar na forma já untada com o caramelo, levando a cozer no tacho em banho maria (no fogão e não no forno) cerca de 1 hora. Fazer o teste do palito.

Uma vez cozido retirar a forma do banho-maria e deixar arrefecer. Leve ao frigorífico no mínimo 6 horas e desenforme um pouco antes de servir.

Nota: Ao cozer em banho maria a água deve ficar a um nível para que quando esteja a ferver não entre para dentro da forma do pudim.


Marmelada caseirinha é boa, muito boa. Mas dá um pouco de trabalho. Já diz o ditado "sem trabalho nada se faz" e é verdade. Aplica-se também a isto.

Resolvi fazer, mas o raio dos marmelos ainda estavam um pouco verdes, daí a cor mais clara dela. Pode ser que ainda faça com marmelos mais madurinhos... a ver vamos.
Mas ficou muito boa.






Ingredientes:

2 kg marmelos (depois de limpos os caroços tinha cerca de 1600 kg)
1 kg de açúcar para as 1.600 kg de marmelos (cortei à quantidade de açúcar)
50 ml vinho do Porto
50 ml de água
2 cascas de limão
1 pau de canela

Preparação:


Lavar os marmelos retirando aquela penugem que têm por fora e retirar os caroços. Partir aos bocadinhos.
Colocar todos os ingredientes num tacho e levar a cozer cerca de 1 hora em lume brando (até estarem bem cozidos).

Retirar as cascas de limão e o pau de canela.
Ralar com a varinha mágica. 

Levar novamente ao lume a ferver cerca de 8/10 minutos para engrossar (cuidado que quando ferve tem tendência a "salpicar" e pode queimar.
Colocar em tigelas ou taças esterilizadas. Se for para uso prolongado tapar com papel vegetal embebido em água ardente.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line