Pesquisa personalizada
Esta receita é muito simples e rápida de se fazer, pois não é necessário batedeira, é tudo feito à mão.

aqui tinha colocado uma que levava ovos inteiros. Esta leva um pouco mais de gemas. No entanto, ainda tenho uma outra para experimentar que leva mais gemas ainda.

Os quindins ficaram muito bons, só tive pena de não terem ficado mais altos, pois não enchi as forminhas totalmente com receio que crescessem, mas praticamente não crescem.





Ingredientes:

2 ovos inteiros

5 gemas (se tiver problemas com o cheiro do ovo basta peneirar as gemas, só tem de passar as gemas por uma peneira ou coador para que a película branca que as envolve fique na peneira, evitando assim o cheiro a ovo).

200 gr. açúcar

100 gr. coco

1 colher sopa de margarina

2 colheres sopa água

Cerejas cristalizadas (opcional)


Preparação:


Ligue o forno a 180ºc para que aqueça.

Comece por derreter a margarina, para que arrefeça.

Unte as forminhas com margarina e polvilhe-as com açúcar.

Partir as cerejas ao meio ou em 3 partes e colocar uma dessas partes no fundo das forminhas (opcional).


Numa taça colocar os 2 ovos inteiros e mexer com um batedor de ovos, juntar as gemas e mexer novamente.


Juntar a margarina derretida já fria, mexer, e as 2 colheres de sopa de água.

Juntar o coco ralado e envolver tudo.

Num tabuleiro de ir ao forno colocar água fervida para cozer em banho-maria.


Verter o preparado nas forminhas e colocá-las no tabuleiro com a água fervida. Levar ao forno a cozer em banho-maria, até ficarem douradinhos por cima. Demorou cerca de 45 minutos a cozer.

Rendeu 12 quindins.

Desenformar mornos. Se necessário com a ajuda do bico de uma faca passar à volta da forma para ajudar a descolar.


Hoje trago um pratinho de lulas recheadas um pouco por invenção. Resolvi misturar estes 3 ingredientes no recheio, e ficaram muito bem.

A linguiça que devem utilizar é só mesmo meia, pois, se assim não for, corre-se o risco de ela abafar os outros sabores, das delícias e do ovo.

Um prato leve para os dias mais quentes.

Recheio:

Ingredientes:
9/10 lulas pequenas limpas
2 ovos cozidos
4 delícias do mar
1/2 linguiça
Salsa picada
Cebola, alhos, azeite, 1/2 copo de vinho branco.
Polpa de tomate
Sal, pimenta preta

Preparação:
Recheio das lulas:
Comece por partir aos bocadinhos os tentáculos das lulas, a linguiça, os ovos e as delícias do mar.

Numa frigideira colocar a cebola picada, 1 dente de alho e azeite. Deixar alourar. Colocar os tentáculos das lulas, mexer e deixar refogar um pouco, juntar a linguiça, as delícias do mar, os ovos e a salsa picada. Mexer tudo e reservar.


Preparação das lulas:
Com a ajuda de uma colher café, encher as lulas com o recheio, e prender com 1 palito.
Num tacho picar uma cebola, 1 dente de alho, azeite e deixar alourar. Coloque as lulas, regue com 1/2 copo de vinho branco, deixe refogar. Acrescente polpa de tomate a gosto. Deixe estufar lentamente. Se necessário acrescente um bocadinho de água, tempere com sal e pimenta.
Polvilhe com salsa picada ou coentros.
Servir com batata cozida.


Mais umas claras para gastar, e porque não uma pavlova!

Desta vez tentei fazer a pavlova que uma vez vi no programa "Masterchef-Australia", na Sic Mulher. Eles fizeram pavlovas, e ficaram mais altas do que a que fiz aqui da Nigella.

E assim fiz, quando pus no tabuleiro, tentei que ficasse com um diâmetro de +/- do tamanho de um prato de sobremesa, e mais alta, como se vê na foto.
Cozeu menos tempo, e depois de desligar o forno, mantive-o fechado.

Ficou como se pode ver pela foto, como queria, e vi no programa. Estaladiça por fora, crocante, e, no meio macia, tipo molotof, mas não é bem a mesma textura.

A repetir mais vezes, a pedido do meu glutão, que adorou.

Aconselho a manter a pavlova no mesmo tabuleiro que vai a cozer ao forno, pois, como é tão delicada, ao mover para outro prato corre-se o risco de partir. E manter o papel vegetal por baixo. Já fria:
Antes de ir ao forno: Para a base de merengue:
6 claras
300 gr. de açúcar (4 colheres sopa por cada clara)
3 colheres chá amido de milho (maizena)
1 colher de chá de vinagre vinho branco
1 colher de chá extracto baunilha (como não tinha, pus 1 colher chá sumo laranja)


Para a cobertura:
Morangos e cerejas
200 ml de natas agros
2 colheres sopa açúcar em pó
Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Bata as claras em castelo, mas não demasiado firmes.

Adicione o açúcar mas uma colher de sopa de cada vez até acabar, sempre a bater.
Coloque o sumo de laranja, o vinagre e a farinha maizena.

Envolva tudo com cuidado até estar bem ligado com uma colher de pau.
Num tabuleiro de forno ponha uma folha de papel vegetal e unte-a com margarina.
Espalhe o merengue como se vê na foto.

Coloque no forno e, imediatamente baixe a temperatura para os 150ºC.
Coza durante 45 minutos.

Decorrido esse tempo desligue o forno, e mantenha a porta fechada até ficar morno, depois entre-abra até esfriar por completo.

Enquanto arrefece, bata as natas e junte as 2 colheres de sopa de açúcar em pó. Leve ao frigorífico enquanto a pavlova arrefece totalmente.

Estando fria, coloque as natas no meio.
Decore a gosto com morangos, cerejas, ou framboesas.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line