Pesquisa personalizada
Os últimos post's têm sido de doces. Por isso esta semana sai um franguinho.

Esta receita foi retirada da Teleculinária n.º 136 de 23/08/1979. 
Tem tantas, mas tantas receitas que quero experimentar! Comecei por este frango à foguetão. Tentei associar o nome da receita "... à foguetão", imagino o chouriço seguido do limão, e parece realmente um foguetão. Não concordam? Gostei muito, fica saboroso e suculento.

Fiz tudo igual, só em vez da banha usei azeite e no caldo de galinha, usei de carne. O acompanhamento também fiz ao meu gosto.






Ingredientes:
1 frango
80 gr. chouriço de vinho (boa qualidade)
1 limão
Sal e pimenta q.b.
1 colher de sopa de margarina
3 colheres de sopa de azeite
1 cubo de carne de galinha (usei de carne)
Piri-piri para pincelar.

Acompanhamento:
Batatinhas q.b.
3 dentes de alhos partidos às rodelas.

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 220ºC.
Limpe, lave o frango e enxugue-o. Numa tigela coloque o sal, pimenta a gosto, o azeite e a margarina. Esfregue todo o frango com este tempero. Coloque o frango num tabuleiro pequeno.
Pique o limão com 1 garfo.
Introduza o caldo de carne, o chouriço e por fim o limão dentro do frango.
Leve a assar. De vez em quando vá regando com o próprio molho, enquanto assa.

Assim que estiver assado e douradinho, retire o limão e o chouriço. Corte ambos às rodelas e sirva com o frango pincelado com piri-piri.

Enquanto o frango assa, cozer as batatinhas inteiras, sem casca, em água temperada com sal.
Assim que estiverem cozidas, partir às rodelas grossinhas.
Saltear as batatas num pouco de gordura (molho) do frango assado, juntamente com os dentes de alhos. 
Servir.



Este bolo fica hiper fofo pois, leva na confecção fécula de batata, o que deixa os bolos com a massa muito leve e fofa (tipo a massa da torta de noz).

Foi feito para o aniversário de uma pessoa muito querida. Tive direito a provar e, apesar da foto do interior não estar com muita qualidade, pois foi tirada com o telemóvel, afianço que estava muito, mas muito bom. Foi recheado com ganache de chocolate, morangos e frutos vermelhos, sendo coberto com chantilly e decorado com morangos. 




Recheio: Ganache com os morangos e frutos vermelhos por cima.



Ingredientes:
12 ovos
400 gr. de açúcar
150 gr. de farinha trigo com fermento
150 gr. de fécula de batata
1 colher chá de fermento em pó
1 colher chá aroma de baunilha

1 pacote de chantilly de compra
Morangos q.b. (usei cerca de 1 kg)
Alguns frutos vermelhos (poucos)

Para a ganache:
200 gr. de chocolate de culinária
1 pacote de natas 200 ml
1 colher sobremesa de manteiga

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Com a batedeira, bater as gemas com o açúcar muito bem.
Bater as claras em castelo. 
Envolver as claras, sem bater, no preparado anterior.
Peneirar a farinha, a fécula e o fermento e envolver na massa.
Colocar a massa numa forma sem buraco (usei uma com cerca de 27 cm de diâmetro), bem untada com margarina, e levar a cozer.

Assim que estiver cozido, retirar e passado 5 minutos, desenformar. Deixar arrefecer.

Preparar a ganache:
Num tachinho colocar as natas, a manteiga e o chocolate partido aos bocadinhos. Levar ao lume baixo, mexendo, até ficar um creme liso e brilhante.
Retirar e deixar amornar para rechear o bolo.

Enquanto amorna, lavar e secar os morangos. Fazer o chantilly conforme instruções da embalagem e levar ao frio.

Partir o bolo ao meio, barrar com a ganache (reservando um pouco para colocar em cima, no fim).
Espalhar por cima morangos partidos em toda a superfície do bolo, e alguns frutos vermelhos.
Colocar a outra metade do bolo, e barrar todo o bolo com chantilly.
Decorar a gosto com os morangos, e por cima destes verter em fio um pouco da ganache reservada anteriormente.





6 de Janeiro de 2016. Dia de Reis!
Para muitos uma festa mais importante que o Natal. Para outros um dia marcado por algo especial...
Lembro-me há muitos anos atrás, os meus avós maternos festejarem este dia, reunindo todos os filhos e restante família, com um belo lombo assado feito em forno a lenha. Que bem que sabia. O forno ainda existe, embora velhinho. 
Ficam as memórias... e a saudade de quem já cá não está.

Desta vez decidi cozer o molotof no forno, sem ser em banho-maria. Já uma vez tinha feito, e ele não tinha abatido. Correu bem. Segui os 8 minutos de cozedura, e aqui está ele.
Resolvi fazer um molho de caramelo, que depois de frio, não fica que nem pedra. Apesar de ser calórico, porque é, vale a pena experimentar.
Nota: Não uso claras congeladas, só frescas.



Ingredientes:
10 claras
10 colheres de sopa de açúcar
Margarina para untar a forma

Para o caramelo:
200 gr. de açúcar
1 pacote de natas 200 ml

Preparação:
Pré-aquecer bem o forno a 180ºC.
Untar uma forma de buraco com margarina.
Bater as claras em castelo, juntado o açúcar aos poucos.
Colocar as claras na forma, aconchegando-as o melhor possível.
Levar ao forno durante 8 minutos.
Retirar e desenformar. Deixar arrefecer.

Preparar o caramelo:
Levar ao lume o açúcar. Quando se transformar em caramelo, juntar as natas (cuidado pois o contacto das natas frias com o caramelo vai criar uma espécie de efervescência), bolhinhas a ferver, mas rápido volta ao normal. Mexer mais um pouco até ficar homogéneo. Retirar do lume.
Quando estiver morno verter sobre o molotof.
Nota: Na foto só coloquei metade do caramelo. O restante foi servido à parte.




Era para ter feito uma lambarice docinha no fim de semana, mas não consegui. E como não devo postar nada antes do Natal, alusivo ao mesmo, trago-vos algumas sugestões natalícias.
É só clicar nos link's abaixo.
Podem consultar outras na "Categoria"- Doces-Natal; Doces-Pudins, o que mais vos agradar.

E com estas doces sugestões, desejo a todos os que me visitam um Bom Natal. Que o menino Jesus vos traga aquilo que vos enche o coração.



Aletria
Bolinhos de cenoura
Pão-de-ló
Sonhos Simples e Recheados
Tronco de Natal
Farófias
Pão-de-ló de Ovar
Molotof ou Pudim de Claras
Pudim Francês



Já há tanto tempo, que andava para fazer esta rosca de canela que circula na internet, pois acho-a muito bonita. Não segui nenhuma das receitas que vi, usei uma receita minha de pão doce, que tinha em lista de espera, e fiz o formato da rosca. Devo dizer que adorei! 

Ficou tão, mas tão fofinha, uma delícia.
Faz um pouco de "sujidade" na parte de estender a massa e todo o restante processo, mas compensa! Podem ver as fotos das várias etapas no vídeo abaixo.
E fico à espera das vossas roscas.










Ingredientes:

Usar uma chávena com a capacidade de 250 ml como medida

Geleia para pincelar

Para a massa:
1 chávena de leite
1 ovos grande
6 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de manteiga
1/2 colher de chá de sal
3,5 chávenas de farinha trigo sem fermento
1 pacote de fermento 11 gr. Fermipan

Recheio:

1 colher de sopa bem cheia de manteiga
3 colheres de sopa de açúcar moreno
1 colher de sopa de canela em pó

Preparação:

Amornar o leite, retirar do lume e juntar a manteiga para derreter.

Colocar todos os ingredientes na taça da batedeira, e mexer com os ganchos (em espiral), durante cerca de 10 minutos. Tapar com um pano e deixar levedar até dobrar de volume.

Depois de levedada, levar a derreter a manteiga do recheio. Junte o açúcar e a canela em pó e envolva tudo.

Transfira para uma superfície (previamente polvilhada com farinha). Com a ajuda de farinha, se necessário, para a massa desgrudar das mãos, estenda-a com a ajuda de um rolo, até ter espessura de cerca +/- 8 mm. Espalhe o recheio com a ajuda de um pincel.

Enrole até formar um rolo.
Corte o rolo ao meio no sentido longitudinal.
Entrance uma parte com a outra, tendo o cuidado de deixar as listras para cima, e dê o formato de rosca unindo as 2 extremidades.

Coloque num tabuleiro com papel vegetal na base, e deixe levedar novamente. Depois de levedada, pré-aquecer o forno a 180ºC durante 15 minutos e levar a rosca a cozer.

Demorou cerca de 25 minutos, mas convém fazer o teste do palito.
Retirar e pincelar com geleia.





Esta combinação é sem dúvida diferente. A carne foi assada, e nos últimos 15 minutos é que foi colocado o abacaxi, para levar um choque térmico.

Nunca tinha comido e resolvi experimentar (pois não sou muito adepta da junção de carne e fruta), e acabei por gostar da combinação de ambas.
Experimentem e depois digam se gostaram.




Ingredientes:
2 kg. de lombo de porco com osso (retirar o osso)
1/2 abacaxi fresco
Óleo q.b.
Batatas, sal e colorau

Para a marinada:
6 dentes de alhos esmagados
2 colheres de sopa de massa de pimentão
Sal, pimenta preta
Vinho branco (250 ml)
Salsa, loureiro


Preparação:
Temperar o lombo com a marinada e deixar de preferência de um dia para o outro.

Pré-aquecer o forno a 230ºC.
Colocar a carne (às fatias) num tabuleiro juntamente com a marinada. Colocar as batatas temperadas com sal e colorau, regar com um pouco de óleo. Levar ao forno.

Virar a meio da cozedura e ir regando com a calda, que se vai evaporando enquanto assa.

Quando estiver assado, colocar numa nova assadeira, as fatias e as batatas com um pouco da calda. Colocar entre cada fatia de lombo 1/2 fatia de abacaxi. Deixar cerca de 15 minutos no forno.
Retirar e servir.


Este bolinho saiu mais uma vez de improviso. Juntei os ingredientes na minha mente e passei à execução. Foi feito para participar no Petitchef, onde todos os meses vai haver um concurso, onde é escolhido um ingrediente diferente. Este mês foi a pêra. Para ser sincera nem era para ter participado este mês, mas de impulso, comprei as pêras e fiz esta delícia.

Um bolo delicioso, onde as pêras ficam cozinhadas na perfeição, e com um aroma maravilhoso! Perfeito para sobremesa.








2ª fase: Pronto a ir ao forno

1ª fase: Uma camada de bolo na base da forma


Ingredientes:
Usar como medida uma chávena com a capacidade de 250 ml

4 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha trigo com fermento
1 colher sobremesa de fermento em pó
Sumo de 1 laranja
1 colher café canela em pó
3 colheres de sopa de óleo
4 pêras (nem muito maduras, nem muito verdes)

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Com a batedeira bater os ovos com o açúcar.
Juntar o sumo de laranja e o óleo, e bater mais um pouco.
Colocar a farinha, o fermento e a canela envolvendo tudo.
Numa forma de aro amovível (usei uma de 21 cm de diâmetro), colocar papel vegetal, untando-o.
Lavar as pêras e secá-las bem. Parti-las ao meio, retirar o caroço com cuidado.

Colocar uma porção de massa na base da forma, para ajudar na colocação das pêras.
Colocar as metades das pêras à volta da forma, inclinando-as ligeiramente.
Verter a restante massa na forma e levar ao forno a cozer.

Demorou cerca de 1h e 15 minutos.
Retirar do forno e tirar o aro com cuidado.

Nota: As pêras ficam cobertas com uma capinha de massa, que deve ser retirada com cuidado para que as pêras fiquem expostas, mas é opcional.
Quando estiver frio polvilhar com açúcar em pó.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Encomende sem sair de casa:

Comprar on-line