Pesquisa personalizada
Este bolinho saiu mais uma vez de improviso. Juntei os ingredientes na minha mente e passei à execução. Foi feito para participar no Petitchef, onde todos os meses vai haver um concurso, onde é escolhido um ingrediente diferente. Este mês foi a pêra. Para ser sincera nem era para ter participado este mês, mas de impulso, comprei as pêras e fiz esta delícia.

Um bolo delicioso, onde as pêras ficam cozinhadas na perfeição, e com um aroma maravilhoso! Perfeito para sobremesa.








2ª fase: Pronto a ir ao forno

1ª fase: Uma camada de bolo na base da forma


Ingredientes:
Usar como medida uma chávena com a capacidade de 250 ml

4 ovos
2 chávenas de açúcar
2 chávenas de farinha trigo com fermento
1 colher sobremesa de fermento em pó
Sumo de 1 laranja
1 colher café canela em pó
3 colheres de sopa de óleo
4 pêras (nem muito maduras, nem muito verdes)

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Com a batedeira bater os ovos com o açúcar.
Juntar o sumo de laranja e o óleo, e bater mais um pouco.
Colocar a farinha, o fermento e a canela envolvendo tudo.
Numa forma de aro amovível (usei uma de 21 cm de diâmetro), colocar papel vegetal, untando-o.
Lavar as pêras e secá-las bem. Parti-las ao meio, retirar o caroço com cuidado.

Colocar uma porção de massa na base da forma, para ajudar na colocação das pêras.
Colocar as metades das pêras à volta da forma, inclinando-as ligeiramente.
Verter a restante massa na forma e levar ao forno a cozer.

Demorou cerca de 1h e 15 minutos.
Retirar do forno e tirar o aro com cuidado.

Nota: As pêras ficam cobertas com uma capinha de massa, que deve ser retirada com cuidado para que as pêras fiquem expostas, mas é opcional.
Quando estiver frio polvilhar com açúcar em pó.


Robalo é um dos peixes que gosto muito. Simples como este, grelhado, acompanhado de uma batatinha cozida e umas vagens, é uma delícia. Mais simples não há.



Ingredientes:
2 Robalos frescos
Sal, sumo de limão
Azeite, alhos
Especiarias Aneto (endro) da Espiga

Preparação:
Retirar as tripas aos robalos. Retirar as escamas da pele, e lavar bem. Eu retirei as cabeças, mas é opcional.
Temperar com umas pedras de sal e sumo de limão.
Dar uns golpes na parte mais alta do robalo.


Levar um grelhador de preferência anti-aderente ao lume e deixar aquecer bem.
Pincelar com um pouco de azeite e colocar os robalos.
Deixar grelhar em lume médio, e quando estiverem praticamente grelhados polvilhar com endro e alhos picados.
Servir com batata cozida e vagens cozidas.
Regar com azeite, e um pouco de vinagre.




Um Adeus para uma Pessoa que me viu nascer, que me viu crescer. Com quem passei dias inteiros na praia enquanto criança, que me ensinou a nadar (um pouco à pata, mas pronto), que me viu casar, e, de quem eu gostava muito, porra! E sei que também por mim, tinha um carinho especial.

Uma pessoa que já não me chamará mais de “meu ratinho Mickey”…
Custa escrever estas palavras, mas sei que agora está melhor. Acredito que sim…
Ficam as boas recordações.
Descansa em paz “Ti Beto”.

Cada vez mais devemos aproveitar ao máximo, todo o tempo que possamos, com aqueles que mais amámos.
Desculpem-me o desabafo.

Agora, um bolinho de arroz que tinha ficado debaixo de olho.  Não me enganei, ficou uma delícia. Perfeito para acompanhar um chá ou até mesmo um chocolate quentinho.
Obrigada Gigi pela partilha. Receita daqui.



Ingredientes:

220 gr. de açúcar
150 gr. de farinha de arroz
100 gr. de farinha de trigo com fermento
100 gr. de óleo
5 ovos
Açúcar para polvilhar

Preparação:


Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma forma com buraco com margarina e polvilhe com farinha.

Num recipiente coloque os ovos inteiros, o óleo e o açúcar, e bata com a batedeira até ficar um creme.

Aos poucos junte as duas farinhas, e continue a bater para misturar tudo.

Coloque a massa na forma, e polvilhe generosamente a parte de cima com açúcar.

Leve ao forno a cozer. Depois de cozido deixe arrefecer um pouco e desenforme.




Simples, não dá muito trabalho a fazer e menos a comer! Tento encontrar maneiras de variar quando cozinho frango, já que é uma carne saudável, dizem... mas será mesmo??? Desta vez experimentei assar no sal e coloquei alecrim. No início chega ao nariz um cheirinho a alecrim maravilhoso. Fica muito bom!


Ingredientes:
1 frango (previamente limpo)
Raminhos de alecrim
Sal grosso
2 dentes de alho
Sumo de 1 limão

Para pincelar depois de assado:
Manteiga q.b. e piri-piri

Forrar um tabuleiro com folha de alumínio.
Espalhar o sal na base por cima da folha de alumínio.

Colocar o frango. Dentro deste meter os dentes de alho e um raminho de alecrim.
Espetar 2 raminhos pequenos no peito do frango, um de cada lado.

Levar ao forno a 230ºC. Deixar assar.
Quando estiver quase assado, regar com sumo de limão e levar mais um pouco ao forno.

Retirar quando estiver douradinho.
Levar a manteiga a derreter com o piri-piri.
Sacudir com papel de cozinha o excesso de sal agarrado ao frango.
Partir o frango aos bocados, e pincelar o frango com manteiga e o piri-piri derretido.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line