Pesquisa personalizada
Há uns tempos atrás recebi de oferta das Fábricas Lusitana, a quem desde já agradeço, uma embalagem de gelatina da Branca de Neve e uns stencils para decorar bolos que mostrarei assim que utilizar.
Queria algo diferente. Não queria fazer bolo... e de repente lembrei-me de juntar o doce da mousse com o sabor cítrico da tangerina. Adorei a combinação final.
É uma sobremesa rápida de se fazer e com um resultado surpreendente!

De origem vegetal, a Gelatina de Tangerina Branca de Neve prepara-se em 5 minutos. Tem um sabor e aroma a tangerina delicioso.








Ingredientes: 
1 saqueta de gelatina Branca de Neve
500 ml de água.
1 pacote de mousse instantânea (pode sempre fazer mousse caseira cuja receita se encontra aqui)
Hortelã para enfeitar

Preparação:

Gelatina:
Ferva 500 ml (1/2 litro) de água e coloque-a numa tigela.
Verta o conteúdo da saqueta na água e dissolva bem com a ajuda de uma colher.
Deite a gelatina numa forma ou em taças individuais e deixe arrefecer. Leve ao frigorífico até solidificar.

Mousse:
Bater o conteúdo da saqueta com 250 ml de leite frio e bater com a batedeira cerca de 3 minutos.

Por cima da gelatina solidificada colocar mousse e levar ao frio. Enfeitar com hortelã.


Ora cá está mais uma contribuição para esta nova rubrica. Desta vez foi a Sandra Ar. que fez o pão-de-ló para a sua mesa de Páscoa.
Diz ela que "além de ser fácil de fazer, ficou uma delícia". Aqui ficam as fotos que me enviou.




Obrigada Sandra!


Aqui está a receita do bolinho colocado ontem no facebook. Era isto que tinha em mente fazer, como disse no post anterior.

Este bolo é delicioso, a mistura de sabores é divinal!
Mas vou deixar à vossa consideração. Façam e depois digam-me.

Tenho optado por colocar a capacidade da chávena que utilizo, para que o vosso resultado final saia bem, porque afinal o tamanho das chávenas variam de cozinha para cozinha. Assim não há como enganar.







Ingredientes:
Chávena com a capacidade de 250 ml

1 pacote de natas 200 ml
2 chávenas de farinha trigo com fermento
2 chávenas de açúcar
5 ovos (tamanho L)
3 colheres sopa de margarina Vaqueiro liquida 
1 colher sopa de canela em pó
1 colher sopa de cevada em pó
2 colheres sopa de cacau em pó
1 colher chá de fermento em pó
Margarina para untar a forma

Decoração:
1 pacote de chantilly (de compra)
Framboesas a gosto
Raspas de chocolate

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Bate-se as natas, o açúcar, os ovos e a margarina Vaqueiro com a batedeira.
Depois coloca-se a farinha, o fermento, a canela, a cevada e o cacau, e envolve-se tudo.

Leva-se ao forno numa forma (usei uma de 22 cm de diâmetro) previamente untada com margarina e polvilhada com farinha.
Demorou cerca de 55 minutos a cozer.
Depende de forno para forno. Façam o teste do palito.

Assim que estiver cozido deixar arrefecer por completo.
Fazer o chantilly de acordo com as instruções da embalagem.
Abrir o bolo ao meio e barrar com uma camada de chantilly.
Cobrir o restante bolo com o resto do chantilly.
Enfeitar com raspas de chocolate e framboesas a gosto.
Consegui estas raspas com um cortador de batatas às rodelas fininhas e com um naco de chocolate grande. Daí terem ficado assim. Mas pode derreter chocolate e espalhar sobre papel vegetal e quando estiver solido com um faca afiada tirar lascas grandes.



Como prometido aqui fica o bolinho que fiz para o dia do meu aniversário. Não ia fazer nenhum, até cheguei a procurar em confeitarias para comprar, mas nada me agradou. Como foi perto da Páscoa, havia poucos de aniversário... 

Resignada, já tinha desistido e tinha em mente fazer um bolo mais elaborado na sexta-feira já que tinha tempo, pois era feriado.
Conclusão, tanto me melgaram a paciência que quando cheguei a casa por volta das 18:30h peguei na batedeira e pimba, mãos à obra. Saiu este bolo muito simples, mas que calha sempre bem. Ficou baixo porque a forma é um pouco grande, mas gosto muito do formato e tinha tudo a haver com o dia. O "meu coração" junto daqueles que mais amo! Comeu-se depois de jantar, e ainda estava um pouco morno.

Claro que os glutões que me rodeiam, o devoraram num abrir e fechar de olhos, que nem consegui tirar foto ao interior, mas garanto que estava muito fofinho.
Teimosa que sou, na sexta fiz o que tinha em mente fazer e satisfiz a gula mais uma vez aos glutões. Ai é bolo que querem? Então tomem lá :) Depois mostro.



Ingredientes:
Chávena com a capacidade de 250 ml

2 chávenas de açúcar
5 ovos (tamanho L)
3 chávenas de farinha trigo com fermento
1 chávena de óleo
1,5 (1 chávena e meia) de água morna
1 colher chá fermento em pó
1 chávena chocolate em pó (mal cheia)

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Com a batedeira bater os ovos com o óleo. Juntar o açúcar e bater novamente.
Juntar a farinha, o chocolate em pó e o fermento. Bater com cuidado (custa um pouco nesta fase a bater, pois a massa está muito grossa).
Colocar a água morna aos poucos e ir batendo (velocidade menor) com a batedeira até misturar tudo.
Colocar numa forma untada com margarina e polvilhada com farinha.
Levar ao forno até cozer. 



World Baking Day, para quem não sabe eu explico.
Este ano celebra-se no dia 18 de Maio, e baseia-se num projecto onde a finalidade consiste em inspirar a vida das pessoas e mostrar-lhes que fazer um bolo não é uma tarefa difícil, pelo contrário, pode ser uma oportunidade de realizar uma actividade em modo de relaxamento pessoal ou em família.

A Vaqueiro apoia este projecto, e desafia as pessoas a fazerem um bolinho, um doce, nesse dia, mas sobretudo incentivar as pessoas a quebrar a tradição que tem de existir um motivo para fazer uma lambarice.

E assim ao longo de todo o ano, criar um movimento de “vá para a cozinha e aventure-se a fazer um bolo”!
Porque afinal podemos adoçar a vida em qualquer dia!!!

E como já no ano passado aceitei o desafio da Vaqueiro, este ano fui novamente desafiada :)
Recebi este magnífico cabaz enviado pela Vaqueiro, o qual simplesmente adorei, e a quem desde já agradeço a gentileza.

Achei a caixinha a imitar um fogão e um forno muito original e engraçada.

Claro que vou participar no WBD no dia 18 de Maio, mas como sabem, os bolos para mim são o que mais gosto de fazer e inventar, logo existem muitos WBD na minha vida!







A Páscoa foi boa? Cheia de lambarices? Ai... nem vos digo, nem vos conto!

A Katy do blog A Mesa com a Katy, também ele cheio de coisas docinhas, experimentou a francesinha da Ratolinha e gostou!
E vocês já experimentaram alguma coisa? Se sim, já sabem enviem-me as fotos para esta nova Rubrica Quem fez o quê.

Vou tentar durante a semana colocar aqui os 2 bolinhos que fiz para o meu aniversário. Mas ainda tenho muito trabalho pela frente... mas vou tentar.



Obrigada Katy.



Recebi este lindo ramo de tulipas do qual ofereço uma tulipa a cada uma de vós que me deixaram uma palavra no dia de ontem. Muito obrigada pelo vosso tempo.
Em breve mostrarei as asneiras que se andou a fazer por estes lados :)
Feliz Páscoa!
Beijinhos.



41 já cá cantam! Mas são 41 cheios de frescura como estas belas tulipas, ahahah!
O sorriso de outrora, esse ainda cá se encontra... ♥♥♥
Fiquem bem. 






Laranjinhas docinhas e sumarentas perfeitas para fazer um bolinho.
E neste bolinho tudo se aproveita, menos as pevides se a laranja as tiver.
É um bolo muito simples de se fazer e fica com um aroma e sabor a laranja magnífico.
Experimentem! E já sabem, não se esqueçam da nova rubrica quem fez o quê, e enviem-me 1 foto do vosso bolinho, para dar a conhecer o vosso talento (*_*)






Ingredientes:

A chávena de chá tem a capacidade de 250 ml

1 laranja inteira
4 ovos (tamanho L)
2 chávenas de chá de açúcar
2 chávenas de chá de farinha trigo c/ fermento
5 colheres de sopa de óleo
1 colher sobremesa de fermento em pó
1 laranja para enfeitar ou regar o bolo

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Lavar a laranja e secá-la.
Partir a laranja e a casca aos bocadinhos e colocar no liquidificador com os ovos.
Bater até ficar um creme. 
Juntar o óleo, açúcar e bater mais um pouco. Verter para um recipiente este preparado, juntar a farinha e o fermento em pó. Envolver tudo.

Untar uma forma de chaminé com margarina e polvilhar com farinha.
Verter a massa do bolo e levar a cozer.
Quando estiver cozido, retirar e desenformar.
Nota: Pode regar o bolo com sumo de 1 laranja (para isso pique o bolo com uma garfo e verta o sumo por cima do bolo).



Olá meninas(os) como estão?
O dia por estes lados está bonito e quente até agora. Já tinha saudades deste solinho que nos ilumina a alma.
Mudando de assunto...

Já há algum tempo que andava a magicar colocar aqui no blog uma nova rubrica, chamar-lhe-emos assim.
Então resolvi fazê-lo hoje. 
A Rubrica Quem fez o quê.
A Rubrica consiste no seguinte: quem resolver experimentar as receitas que aqui publico, e gostasse de as ver aqui publicadas, só tem que ter o trabalho de tirar uma foto e enviar-me por mail, que se encontra no blog (ratolinha17@gmail.com) ou por mensagem no facebook.
Se tiver blog, também será divulgado juntamente com a foto. Se não tiver, colocarei apenas o nome e palavras vossas.
E, é isto. Farei um post a divulgar as vossas experiências.

Não fiquem tristes as meninas que já fizeram receitas anteriores a este post, pois se tiverem fotos e quiserem participar na Rubrica, também têm direito.
Que acham da ideia? Eu acho muito bem!

E para estrear começamos com a Sandra Neves que não tem blog, mas que experimentou o Pão- de-Ló de Alfeizerão e disse:
"Descobri esta receita maravilhosa no blog da Ratolinha e tive de experimentar! Muito simples e divinal. Devo dizer-lhe que só recentemente descobri o seu blog e facebook e adoro! É muito simpática em partilhar as suas dicas de uma forma tão simples e clara! Parabéns pelo seu trabalho!"
Aqui ficam as fotos que me enviou.


Muito obrigada Sandra. 



Pois é minha gente... na vida existem momentos em que temos de fazer escolhas...
Escolhas por vezes fáceis, escolhas por vezes difíceis. 
Apesar de muito ponderar e de ser muito difícil para mim tive de tomar uma decisão.
Como sabem adoro este meu cantinho, onde já partilhei muita coisa convosco, onde já desabafei, enfim, aqui faço/partilho tudo ou quase tudo o que me apetece.

Mas a verdade é que a minha vida há mais de um ano deu uma reviravolta, e as coisas ainda não estão como gostaria que estivessem... infelizmente.
Estes pratos e bolos que aqui têm sido apresentados são feitos com muito, mas muito carinho e dedicação, apesar dos post's não serem frequentes como gostaria. 
A razão é simples, a minha cozinha está muito "minimalista" , chamar-lhe-emos assim.
Mas, desde que me conheço sempre fui conseguindo tudo o que almejava. Por isso acho que é só uma questão de tempo até ao meu novo objectivo. Só ter paciência.
Por estas e outras razões decidi suspender o blog.

Para acompanhar esta notícia trouxe um prato de frango muito fácil de se fazer e muito saboroso.
Fica com um molhinho delicioso.
Pronto, pronto, vá lá perdoem-me mas não se esqueçam que dia é hoje (dia das mentiras). Mas não consegui resistir :). Não sei o que me passou pela cabeça.
Tudo o que escrevi é verdade menos a parte de suspender o blog. Julgavam que se iam ver livres da Ratolinha? 
Nem pensem! Pois vão continuar a ter-me à perna.
E como disse no início aqui fica mais um desabafo, uma partilha minha para com vocês.
Desculpem-me mais uma vez, pois isto de andar constipada há muito tempo, está a afectar-me o cérebro.



Ingredientes:

1 frango
1 pacote de sopa de cebola
1 pacote de natas 200 ml

Preparação:


Retirar a pele ao frango, parti-lo aos bocados e lavar.
Colocar numa assadeira o frango, espalhar a sopa de cebola por todo o frango.
Num recipiente bater (com um garfo) ligeiramente as natas e verter sobre o frango.

Levar ao forno a 200ºC, virando de vez em quando, até ficar lourinho.
Servir com arroz seco e/ou batata frita.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line