Pesquisa personalizada
Como  prometido no post anterior, aqui fica uma sugestão não doce. Uma refeição muito simples de se fazer e muito saborosa. Experimentem.

Mais um ano que estás prestes a terminar.
Aqui o cantinho vai entrar em descanso até ao próximo ano... e assim sendo, aproveito este post para desejar a quem me visita, um Feliz Natal na companhia de quem mais Amam, e um Ano Novo com mais Esperança.

Que o Menino Jesus vos traga no sapatinho aquilo que mais precisam... seja um livro, seja um beijo cheio de carinho, um abraço amigo, ou simplesmente, paz interior e saúde (porque infelizmente isto não se compra).

Deixo também uma musiquinha com uma mensagem, acompanhada de imagens engraçadas :)





Ingredientes:

2 lombos de bacalhau demolhado
Batatas q.b.
2 ovos
200 gr. broa de milho
4 dentes de alho
Azeite
Cebola, sal
Azeitonas

Preparação:
Descascar as batatas e partir às rodelas com cerca de 1 cm de espessura.
Cozer os ovos, o bacalhau e as batatas em água temperada com sal.

Retirar o miolo da broa e picar na picadora juntamente com os alhos.
Depois de tudo cozido, descascar os ovos e partir às rodelas.
Retirar as espinhas e pele ao bacalhau desfazendo-o em lascas.

Num tabuleiro de ir ao forno colocar cebola partida às rodelas a forrar o fundo.
De seguida colocar as batatas, depois as rodelas de ovo, e por cima o bacalhau.
Cobrir tudo com a broa já picada. Enfeitar com azeitonas.
Regar generosamente com azeite e levar até dourar em forno pré-aquecido a 200ºC.


Era uma vez... um tronco de Natal, que andava de ano para ano, para ser feito. Mas queria fazê-lo sem ser na época, pois sabe-me melhor fora dela. Ratola lambareira!!!
Finalmente fiz!!! Pum, pum, pum, até merece foguetes (*__*)
Optei por fazer um rolo simples aromatizado com raspa de laranja, e uma cobertura de mousse de chocolate. Podem optar por um ganache de chocolate, fica ao vosso gosto.
Devo dizer que adorei o resultado.
Eu sei que só tenho colocado aqui doces, mas prometo que o próximo post será comidinha, ok?
Aqui ficam 3 posições do tronco. 










Ingredientes:
6 ovos
200 gr. de açúcar
150 gr. de farinha trigo com fermento
1 colher sobremesa de fermento
Raspa de 1 laranja pequena

Para a cobertura e recheio:
1 pacote de mousse de chocolate
2 colheres sopa de cacau em pó
Raspas de chocolate (opcional)

Usei uma forma quadrada com as medidas: 30cm por 28cm.

Preparação:
Comece por preparar a mousse. Bater 250 ml de água ou leite com o conteúdo do pacote, ao qual acrescentei ainda 2 colheres de sopa de cacau em pó. Reserve.
Ligue o forno a 180.ºC.

Com a batedeira bater os ovos e o açúcar.
Juntar a raspa da laranja, a farinha e o fermento. Envolver tudo com um rapa-tachos.
Colocar papel vegetal na forma e untá-lo.
Despejar a massa espalhando-a por toda a forma e levar ao forno.

Assim que estiver cozida (demorou cerca de 20 minutos) retire e vire sobre um pano.
Barre com a mousse e logo de seguida enrole o rolo com a ajuda do pano. Transfira para um tabuleiro e deixe arrefecer totalmente.
Assim que estiver frio, parta 2 fatias (parti ambas as extremidades) e coloque nas laterais do rolo, uma de cada lado, como se vê na foto.
Barre todo o tronco com a mousse, e decore a gosto.
Polvilhei à volta com raspas de chocolate.



Foi esta lambarice que decidi fazer para participar no passatempo RAR açúcar: BLOG MAIS DOCE DE PORTUGAL.
Espero que gostem.




Ingredientes:

1 cacete de rabanadas de 500 gr. 
1 litro de leite
Açúcar RAR (6 colheres de sopa)
2 paus de canela
1 casca de limão
3 ovos
Margarina para untar
200 gr. de chocolate de culinária
200 ml de natas
Canela em pó (1 colher de café)
Açúcar em pó RAR para polvilhar

Preparação:

Ferver o leite com o açúcar, os paus de canela e a casca de limão.
Num tabuleiro de ir ao forno colocar papel vegetal e untar com margarina.
Partir o cacete às fatias. Molhar as fatias no leite quente com a ajuda de uma escumadeira (ou espumadeira) e retirar.

Depois disso passar as fatias pelos ovos previamente batidos, e colocar no tabuleiro.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até ficarem douradinhas (cerca de 15/20 minutos).

Depois das rabanadas estarem prontas, levar ao lume brando um tacho com as natas, a canela em pó e o chocolate partido em pedacinhos pequeninos. Mexer sempre até derreter.
Assim que esteja derretido, coloque num prato as rabanadas por camadas e vá regando com a ganache de chocolate a gosto. Polvilhe com açúcar em pó.




Brrrr, brrrr, brrrr... que frio!
Por isso deixo aqui um bolinho delicioso para aquecer o estômago! 
É um bolo muito rápido de se fazer e económico.
Fica um bolo pequeno, por isso se quiser um maior, dobre a quantidade dos ingredientes indicados na receita.
A receita retirei do blog Experiências na Cozinha, a quem desde já agradeço.





Ingredientes:
2 ovos
12 colheres de sopa de açúcar
12 colheres de sopa de farinha trigo c/ fermento
12 colheres de sopa de café líquido - (tirei café duplo na máquina de café expresso)
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de chá de fermento em pó
Raspa de 1/2 limão pequeno


Preparação:
Separe as gemas das claras.
Bater as gemas com o açúcar. A este preparado juntar o café, a farinha, o azeite, a canela, raspa de limão e fermento em pó, e misturar tudo com a batedeira.
Bater as 2 claras em castelo e envolver no preparado anterior com a ajuda de uma rapa-tachos.
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC  até cozer (verifique fazendo o teste do palito).
Neste caso como usei uma forma sem buraco demora mais a cozer, principalmente no centro do bolo (demorou /+- 55 minutos).



É na simplicidade que muitas vezes surgem as coisas mais belas... como esta tarte tatin que é muito simples de se fazer e que fica uma delícia. É uma tarte que se come num abrir e fechar de olhos!
Deixo aqui a minha versão e a breve história desta tarte.

A história da Tarte Tatin:
No Vale do Loire, fica Lamotte-Beuvron onde em 1889 foi criada acidentalmente a torta mais famosa de França: a Tarte Tatin!

Reza a história que as irmãs Stephanie e Caroline Tatin assumiram o negócio da família, o Hotel Tatin, após a morte de seu pai. Local famoso na região, já na altura, devido à sua perfeita torta de maçã que se caracterizava por uma cobertura crocante, composta por maçãs macias e caramelizadas.

Um belo dia em que havia muito movimento, Stephanie, uma das irmãs, colocou as maçãs no forno, esquecendo-se da massa. Vendo que as maçãs estavam caramelizadas, ela teve a ideia de pôr a massa por cima e de virar a torta quando ela saísse do forno. Foi um sucesso!

E assim nasceu uma das relíquias gastronómicas de França no que diz respeito à doçaria!



Ingredientes:
1 rolo de massa folhada fresca
4/5 maçãs médias
160 gr. de açúcar
60 gr. de margarina
Canela em pó

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Numa forma redonda sem fundo amovível (que possa ir ao fogão), coloque o açúcar e leve ao lume brando até se transformar em caramelo claro. Junte a margarina e mexa para envolver no caramelo. Retire do lume.

Descasque e tire os caroços às maçãs, partindo-as em gomos (não muito finos).
Coloque os gomos a gosto por cima do caramelo.
Por cima da maçã coloque a massa folhada, "aconchegando-a" bem nas bordas.
Fazer vários furinhos na massa folhada com 1 palito.

Leve a cozer até a massa ficar douradinha (cerca de 35 min.).
Quando estiver pronta vire a tarte e deixe-a ficar nessa posição.
Polvilhe com canela em pó e sirva, de preferência morna acompanhada com uma bola de gelado.



Este prato é para os amantes de bacalhau e amantes de presunto. 
Pessoalmente gostei, pois gosto muito de presunto cru ou cozinhado, mas dou preferência ao cru.
Acompanhei com castanhas já sem pele (das congeladas). 

Sem dúvida é uma prato com uma mistura de sabores muito diversificada...
Experimentem e depois digam se gostaram.






Ingredientes:
Lombos de bacalhau demolhado
1 fatia de presunto para cada posta
1 fatia broa de milho por cada posta 
1 dente de alho por cada posta
1 raminho de salsa
2 gemas (para 6 postas)
1 cebola
Castanhas sem pele (congeladas)
Sal, pimenta, azeite

Preparação:

Abra as postas de bacalhau no sentido longitudinal (abri de ambos os lados até à espinha central) e rechear com meia fatia de presunto de cada lado.

Coloque na picadora os alhos, o miolo da broa, salsa e as gemas. Triture tudo e cubra as postas de bacalhau com este preparado.

Num tabuleiro de ir ao forno disponha a cebola cortada às rodelas, e coloque as postas de bacalhau por cima.

À volta coloque as castanhas temperadas com sal e pimenta. Regue tudo com azeite e leve ao forno pré-aquecido a 200ºC durante cerca de 35/40 minutos, até estar o bacalhau assado.




Como estamos na altura delas, porque não fazer um bolinho de pêras!
A base de bolo é muito simples, simplesmente acrescentei açúcar amarelo para fazer uma base crocante, e gostei muito do resultado final. Diria mesmo que adorei. 
As pêras que usei eram pequenas, mas pode usar maiores.
 




Ingredientes:
4 pêras descascadas e sem caroço
5 ovos
2 chávenas de (chá) de açúcar
2 chávenas de (chá) de farinha de trigo com fermento
1 colher de (café) de essência de baunilha
Açúcar amarelo q.b.(cerca de 4/5 colheres de sopa)

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180ºC.
Usei uma forma redonda de 22 cm de diâmetro.
Untar a forma, forrar o fundo com papel vegetal e untar.
 
Com a batedeira bater os ovos e o açúcar. Juntar a essência de baunilha e a farinha aos poucos, batendo mais lentamente até ficar tudo misturado.
 
Colocar uma camadinha de açúcar amarelo por cima do papel vegetal, e por cima dispor as pêras (partidas ao meio) com a parte redonda virada para cima.
Verter a massa e levar ao forno até cozer.
Neste caso demorou cerca de 1 hora.
Desenformar com cuidado, ainda quente, e manter o bolo nessa posição para que as pêras fiquem na parte de cima do bolo.



O frango tem sido muito assíduo cá por casa, então para não o comer sempre da mesma forma, temos de variar. E por essa razão desta vez saiu frango à Zé do pipo. É uma excelente refeição e muito saborosa. Experimentem.








Ingredientes:
2 peitos de frango (ou outra parte)
1 chávena de maionese (+/- 200 ml)
1 cebola grande
1 dente de alho
Bacon fumado
Azeite q.b.
Azeitonas ou pickles
Sal, pimenta preta, 1 folha de loureiro

Para o puré:
6/7 batatas grandes, leite, margarina, noz-moscada, 1 ovo e sal

Preparação:
Coza o frango em água temperada com sal e 1 folha de loureiro.
Depois de cozido desfie-o (caso use partes com osso, retire os ossos e pele).

Descasque e coza as batatas em água temperada com sal. Reduza a puré depois de cozidas. Junte ao puré 1 colher de sopa de margarina, e vá juntando leite aos poucos, mexendo até adquirir a consistência desejada.

No fim junte 1 ovo ligeiramente batido, mexa bem e tempere com pimenta e uns pós de noz moscada.
Num tabuleiro de ir ao forno espalhe o puré.
Descasque a cebola, o alho e corte-os às rodelas finas, refogue em azeite sem deixar alourar e espalhe sobre o puré.
Por cima coloque o frango, o bacon partido às tirinhas pequeninas.

Espalhe a maionese por cima do frango e coloque azeitonas a gosto.
Leve ao forno pré-aquecido a 250ºC até alourar.



Por estes lados já cheira a Outono, uma estação que gosto bastante.
Estas forminhas já me foram oferecidas há tanto tempo, e eu ainda não as tinha estreado.
Esta receita apesar de parecer um pouco difícil (pelo menos para mim), cheguei à conclusão que afinal não é assim tanto. 

Apesar de não me ter corrido 99% como gostaria que tivesse corrido... mas acho que sei qual foi a razão.
E a razão foi o facto de eu ter usado massa folhada fresca, mas que acabei por congelar pois o prazo estava a terminar. Então quando fiz estes pastéis retirei-a para descongelar, e, claro tinha muita mais humidade. E aí é que foi o problema, pois a massa teve tendência a agarrar às formas depois de cozida. E para desenformar não foi muito fácil, foi esse o único aspecto. Se tivesse usado massa folhada fresca, teria corrido 100% bem, acho eu.
Mas como diz o ditado "também se aprende com os erros". 

Como podem ver pelas fotos, algumas cornucópias não estão perfeitinhas. Mas garanto-vos que estavam deliciosas, ai isso estavam :)








Ingredientes:
1 embalagem de massa folhada fresca (usei do Lidl por ser rectangular)
Margarina para untar as formas
Açúcar em pó para polvilhar
1 ovo batido

Creme de pasteleiro:
230 gr. de açúcar
250 ml água
8 gemas

Preparação:
Comece por desenrolar a massa folhada fresca e corte tiras com cerca de 3 cm.
Unte as forminhas com margarina.
Enrolar as tiras de massa folhada nas forminhas cónicas, começando a enrolar na parte mais estreita.
Unir a massa no bico com os dedos.
Colocar as formas num tabuleiro com papel vegetal, deixando a parte onde termina a massa voltada para baixo.
Pincelar com ovo batido.

Levar a cozer em forno pré-aquecido  a 180º C até ficarem douradas.
Retirar, deixar arrefecer um pouco e desenformar ainda quentes.
Depois de desenformadas deixar arrefecer.

Preparação do creme:

Coloque 230 gr. de açúcar num tacho e cubra com 250 ml de água. Leve ao lume e quando começar a ferver deixe ferver cerca de 3/4 minutos.

Retire do calor e deixe amornar. Entretanto, misture oito gemas de ovo com um batedor de varas manual e junte à calda de açúcar.

Leve de novo ao lume brando, não parando de mexer até ferver para que engrosse um pouco. Retire e deixe arrefecer para rechear.
Rechear as cornucópias.
Polvilhar com açúcar em pó.



Mais uma receita que tinha muita curiosidade em fazer. Uma vez mais a minha intuição não me enganou... pois gostei muito do resultado do franguinho. Fica suculento e bem picante como gosto, uma delícia!

Nota: Usar uma cerveja com bastante gás, tipo super-bock. Eu usei cerveja cristal que tem pouquinho gás, e a cerveja não saiu da garrafa. Tive de retirar o líquido da garrafa e fui regando o frango manualmente.

Esta receita tirei do blog Cozinha da Risonha apesar de não ter colocado os tomates e os oregãos, gostei bastante!









Ingredientes:

1 frango inteiro 
Batatas inteiras com casca (lavadas)
6 tomates cereja (não pus)
1 cerveja 33cl (aconselho a usar super-bock ou outra marca com bastante gás)
Salsa, sal, azeite, pimenta preta, oregãos (não pus)
Tabasco para pincelar

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Deixe o frango com a pele, remova o pescoço. Tempere por dentro e por fora com sal, pimenta e oregãos.

Coloque o frango sentado com a garrafa no seu interior, de modo a que o gargalo da garrafa saia para fora do frango. Dentro da garrafa coloque o ramo de salsa.

Disponha as batatas lavadas e temperadas com sal, e os tomates (não coloquei) no tabuleiro à volta do frango.

Regue com azeite.

Leve a assar até que o frango esteja bem dourado (demorou cerca 1.45h, pois o frango era grande)

Para servir puxe a garrafa e corte o frango como desejado.
Pincele com tabasco.

Nota: a temperatura do forno faz a cerveja borbulhar que vai saindo pelo pescoço do frango, regando-o constantemente enquanto assa.



Vi este pano de cozinha e gostei tanto dele que comecei logo a magicar em transformá-lo num avental.
Adorei a imagem da porquinha cozinheira, com ar matreiro :)
E assim fiz, comprei, alterei-o de forma a ser um avental, apliquei umas fitas. E após algumas visualizações de vídeos na internet de bicos de crochet (que como já tinha dito anteriormente, pouco ou nada sei fazer), saiu este bico que até gostei muito do resultado final.
Esta porquinha é para ti Mister F. (*._.*)








Este bolo passou à frente de umas quantas receitas que tenho para experimentar, tal era a curiosidade de o fazer e de o provar.
A receita dele foi-me cedida pela Lígia, uma jovem Srª que começou por me escrever um mail a informar-me que fez a minha bola de carne, e que lhe tinha calhado muito bem. Estava muito contente, pois ela e os cozinhados não se entendiam muito bem.

Trocamos, entretanto, alguns mail's, ela continuou a experimentar outras receitas aqui do blog, e o que para ela era um stress, passou a ser um gosto, pois agora cozinha e tem prazer no que faz.
Eu tendo conhecimento de tal, fico muito contente, e é de uma enorme satisfação para mim saber que o que aqui vou partilhando, acaba no fundo por ter um resultado positivo para algumas pessoas, como é o caso da Lígia.

Ela, como forma de agradecimento, enviou-me esta receita, que é de autoria da mãe dela e todos os que provam adoram, mesmo quem não gosta de maçãs.
Testado e aprovado da minha parte, é sem dúvida um bolo delicioso, e diferente do habitual.
Desde já lhe agradeço imenso a sua amabilidade, e disponibilidade pelo seu gesto.
Como lhe tinha dito, não iria resistir muito tempo sem o fazer. E aqui está ele!

O bolo é feito com maçãs golden inteiras. Quanto mais velhas estiverem as maçãs, melhor fica.
Caso faça o bolo com as maçãs ainda "verdes", tem de ter um cuidado redobrado para elas não se desfazerem, pois as maçãs vão ao lume do fogão a assar e não ao forno!








Já frias e prontas para levar a massa:



Acabadinhas de sair do fogão:


Prontas para irem para cima do fogão:


Ingredientes:
5 maçãs Golden inteiras
1,5 chávena (chá) de açúcar
1 chávena (chá) de água
1 cálice (grandinho) de vinho do Porto

Massa:
100 gr. de margarina planta
100 gr. de farinha branca de neve com fermento (pus 140 gr.)
250 gr. de açúcar (pus 225 gr.)
6 ovos

Preparação:

1ª etapa:

Lavam-se as maçãs e tiram-se os caroços.
Colocam-se na forma de buraco e acrescenta-se por cima 1 chávena e meia de açúcar, 1 chávena de água e um cálice de vinho do Porto.

Leva-se a forma ao lume brando a assar por mais ou menos 1 hora (eu tapei a forma com um testo com furinhos para deixar sair o vapor em excesso).
Quando as maçãs estiverem assadas, retiram-se do fogão e deixam-se arrefecer totalmente.

2ª etapa:

Bater o açúcar com as gemas e a margarina com a batedeira eléctrica durante um bom bocado.
Acrescentar as claras batidas em castelo e envolver na massa com a colher de pau.
Por fim, acrescenta a farinha e envolve-se novamente.

Unte a parte de cima da forma com margarina e verta a massa sobre as maças. Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 40 minutos (demorou 50 min.).
Nota: este bolo é delicioso servido fresco (coloque depois de frio no frigorífico, mas devidamente tapado, para que o ar frio não seque a massa).


Foi a 1ª vez que provei desta massa. Ou pela cor, ou não sei bem a razão, nunca me puxou a fazê-la. O que tenho vindo a perder, pois é uma delícia. 
E por incrível que pareça esta veio directamente de Itália, mais concretamente de Milão. É verdade, foi o meu irmão que me trouxe numa ida lá, para experimentar. Aprovadíssima!!!
Come-se acompanhada com marisco. Aqui optei por colocar camarões e delícias do mar, mas pode colocar o que quiser.

"Põe tudo o que és na mais pequena coisa que faças" - Fernando Pessoa





Ingredientes:

Camarões
Delícias do Mar
Cebola, azeite, alho, pimenta preta ou piri-piri, polpa tomate, vinho branco, sal
Massa linguini negra/preta

Preparação:

Num tacho pique a cebola, 1 dente de alho e cubra o fundo do tacho com azeite.

Leve ao lume até ficar transparente e coloque os camarões, regue com um pouquinho de vinho branco. Deixe evaporar o álcool, tempere com pimenta ou piri-piri, um pouco de polpa (só para dar cor) e sal. Envolva tudo. Assim que os camarões estiverem cozidos (é rápido), junte as delícias do mar partidas às rodelas. Envolva tudo e retire.

Sirva com linguini previamente cozida (seguir as instruções da embalagem) em água temperada com sal.
Sirva e no prato envolva a massa nos camarões para esta "apanhar" o paladar do molho.



Hoje trago uma tarte que já existe aqui no blog em forma de bolo. É muito simples de se fazer e não leva ovos. Mas, o melhor de tudo, é que é muito saborosa.

Uma trinca numa fatia desta tarte faz-me lembrar os pequenos prazeres que se retiram deste ou outro doce. Obrigo-me a saborear o momento, aquele instante em que o palato explode com os sabores.
Mas não só… Cada vez mais dou valor aos pequenos prazeres da vida, aqueles momentos ainda que pequeninos acontecem no dia a dia, que nos deliciam e nos fazem sorrir, que nos fazem felizes.
Porque, afinal, isso é o que importa! Viver e saborear o agora, não esperar pelo amanhã…



Ingredientes:

250 gr. de açúcar
250 gr. de farinha de trigo com fermento
50 gr. de margarina (derretida)
150 ml (1,5 dl) de leite
100 ml (1 dl) de sumo de laranja
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de chá de canela em pó
Margarina  para untar e farinha para polvilhar a forma.

Preparação:

Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Unte a forma (ou tarteira) com margarina e polvilhe-a com farinha.
Derreter a margarina e deixar esfriar.
Num recipiente, junte todos os ingredientes, mexa e bata até estar tudo misturado.

Deite na forma e leve a cozer.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line