Pesquisa personalizada
Esta semana deixo aqui mais uma invenção minha. Uma mistura de sabores maravilhosa, pelo menos, eu adorei. Usei a margarina de culinária Vaqueiro aves. 
Caso não exista à venda onde habita, pode usar uma outra da sua preferência.








Ingredientes:


2 peitos de frango desossados
2 linguiças
Azeitonas pretas sem caroço
Queijo ralado q.b., mostarda q.b.
Sal, pimenta preta e sumo de limão
Azeite para untar assadeira
Margarina culinária


Preparação:


Abra os peitos de frango ao meio separando cada um em dois bifes grossinhos.
Tempere-os com sal, pimenta e sumo de limão.
Comece por aquecer o forno a 250ºC.


Leve a grelhar os bifes de frango e a linguiça sem pele, untando bem o grelhador com margarina culinária para aves Vaqueiro.


Coloque numa assadeira ligeiramente untada com azeite, os bifes de frango grelhados e pincele-os com mostarda.
Parta a linguiça às rodelas, assim como as azeitonas.


Coloque por cima dos bifes a linguiça às rodelas, e por cima as azeitonas. Polvilhe com queijo ralado a gosto.
Leve ao forno até o queijo derreter.
Sirva a gosto.






O Blog da Ratolinha, por fazer parte do grupo "Melhores Blogues Portugueses de Culinária", foi presenteado com estes dois paninhos de cozinha alusivos à tradição portuguesa do fado. Uma oferta da Espiga e Branca de Neve, a quem desde já agradeço a lembrança. Muito obrigada!



Fiz esta receita baseada num bolo de claras simples que já aqui tenho, mas tinha 50 grs. de amêndoa que queria gastar, então resolvi fazer este rolo, cortei à quantidade de farinha e coloquei a amêndoa. É um bolo simples.

Se repararem na barra lateral direita tem lá uma nova aplicação. Ratolinha no Facebook.

Decidi criar pois queria aceder a alguns sites e não tinha login, logo não me era permitido entrar. Ainda ando um pouco perdida, para ver como funciona. Aviso também que não consigo fazer "gosto" em blogs/sites, mas hei-de descobrir o porquê.








Ingredientes:


8 claras
200 gr. açúcar
150 gr. farinha trigo com fermento
1 colher chá de fermento em pó
100 gr. margarina
50 gr. amêndoa ralada
Raspa de 1/2 laranja ou limão


Preparação:


Bater as claras com o açúcar.
Juntar a farinha e o fermento e bater mais um pouco.
Juntar a margarina derretida fria e por último a amêndoa ralada envolvendo tudo. Untar um tabuleiro e forrar o fundo com papel vegetal, untando-o também e polvilhar com farinha.
Levar a cozer a 180ºC em forno pré-aquecido.
Coze rápido, +/- 20 minutos.
Retirar e verter o tabuleiro sobre um pano polvilhado com açúcar, e enrolar.






Imagens retiradas da net




Hoje não trago uma receita de culinária, mas sim uma receita para o corpo e mente.
Medicina Tradicional Chinesa, já muita gente ouviu falar certamente.
A acupunctura e o shiatsu são as prácticas mais conhecidas de todo o conjunto que a Medicina Chinesa engloba. 

Os preços destas prácticas em média rondam os 40/50 euros por consulta.

Dores de costas quem não as teve ou tem? Ou outro tipo de dores musculares?
Eu tive-as durante muito tempo e muitas das vezes ao ponto de ficar de cama.

Consultei médicos, fiz exames, nada de grave, a não ser uma cifose e escoliose. Mas quem não as tem?  Más posturas que ao longo dos anos deixaram marcas, e continuam a deixar.
Experimentei também um famoso japonês de shiatsu, mas digamos que foi deitar dinheiro fora.

Os médicos mandavam fazer exercício físico, e assim o fiz, mas o certo é que o incómodo muscular estava sempre presente diariamente, uns dias mais que outros. E então com estas mudanças de tempo, era um "manjar"…

Solução definitiva ninguém me deu.

Até que já “rendida” a ter que viver com aqueles incómodos, um dia em conversa com uma Srª de uma ervanária, ela recomendou experimentar o Dr. Rafael, que faz acupunctura e massagem shiatsu entre outras coisas.  Ela própria já tinha experimentado a massagem para as costas e gostava.
O preço era muito em conta comparado com outros sítios.
Eu, cá para os meus botões disse… bem isto ou vai ou racha… e lá experimentei.
Foi em Novembro passado.
Primeiro fiz acupunctura e de seguida massagem shiatsu, tudo na mesma sessão.
A massagem esticou-me os músculos todos, foi uma “coça” e tanto, mas bendita tenha sido, pois nunca mais as minhas costas foram as mesmas.
Agora faço uma manutenção de +/- uma vez por mês, depende de como vou sentindo necessidade.

E até à data, dores como as que tinha desapareceram practicamente.

Ainda hoje lá fui. Sei que vou andar dorida 1 ou 2 dias, mas depois passa e fico muito bem.
E perguntam quanto paguei?
Respondo: 15 euros por 1 hora. É este o preço de cada sessão.
PS: informo que o valor passou para 20 euros (actualização feita a 5 Setembro de 2012).

Informo também que quem tem aversão a agulhas, pode sempre fazer só a massagem shiatsu ou outra…

Daí a razão deste meu post hoje. Para dar a conhecer o trabalho do Dr. Rafael e, para quem desse lado poderá estar a sofrer pensando que não existe solução, encontrar nele uma grande ajuda a um preço acessível.
Cuidem-se!

É só ligar para a Ervanária ou passar por lá. Ele desloca-se lá para fazer as consultas.
Deixo aqui os dados para quem estiver interessado:

Centro Dietético/Ervanária Stº António
Avenida da República, nº 803 – Vila Nova Gaia
Telefone: 22 375 85 19
Acupunctor: Dr. Rafael


Nota: o Metro tem paragem pertíssimo da Ervanária.




Para quem não conhece ainda esta parte do norte de Portugal, mais concretamente Vila Nova de Gaia, deixo aqui algumas fotos de uma das zonas mais visitadas por turistas e não só. A zona da Ribeira, junto ao Rio Douro.
Existe a Ribeira de Gaia e a Ribeira do Porto, unidas pela Ponte Luís I, que se vê já nesta 1ª foto.
As fotos foram tiradas num dia que ora estava sol, ora desaparecia.



Esta foto foi tirada a meio da Ponte Luís I:


Este barco que se vê a passar por baixo da ponte, é um dos vários que fazem a travessia das 5 pontes por 10 euros. Já fiz essa "viagem" há muitos anos:


Esta era uma Ratola que andava por lá armada em turista, eheheh:



Esta foto é do lado da Ribeira do Porto:


Nesta foto, se repararem  do lado direito por cima das árvores, vêem-se 2 cabines do teleférico  construído há relativamente pouco tempo, que vai desde a base da Ribeira de Gaia até ao cume da Ponte, mesmo ao lado, e muito perto do Mosteiro da Serra do Pilar.
Ainda não andei nele, pois acho o preço um exagero para o percurso que é, apesar das vistas:


O Mosteiro de que falei anteriormente é aquele edifício redondo que se vê mais em pormenor em baixo, e que permite umas vistas magníficas sobre o Douro e toda a envolvente:


Aqui está o Mosteiro da Serra do Pilar, o local onde me enforquei, ahahahah!
É um monumento ex-líbris da Cidade:



E aqui está uma das fotos tiradas lá do topo do  Mosteiro:


Mais uma que apanha o Jardim do Morro, mesmo junto ao tabuleiro superior da ponte:


Nesta, ainda com o jardim, e onde começa a Avenida da República, uma das ruas mais central de Gaia, e que é atravessada pelo Metro, este que também atravessa a ponte (tabuleiro superior) rumo ao Porto. 


Por último a Vila piscatória da Afurada, onde construíram uma marina:


E  não tenho mais, ou melhor até tinha, mas coloquei aqui as que achei mais interessantes.
Espero que tenham gostado.


Esta refeição ficou uma maravilha. É mais uma receita onde usei a margarina vaqueiro porco.
Prática e bem saborosa que ficou.


Ingredientes:

600/700 gr. de entrecosto
Batatas q.b.
2 ovos
Margarina culinária Vaqueiro Porco (1 colher sopa bem cheia)
Vinho branco (1 copo)
Sal, pimenta preta, cominhos
Piri-piri a gosto
Colorau
Azeitonas pretas
Limão

Preparação:
Cortar o entrecosto às tiras. Temperar com sal, pimenta preta, cominhos (1 colher café) e o vinho branco.
Envolva tudo muito bem e deixe a marinar 1 hora pelo menos, se possível mais.
Numa frigideira anti-aderente coloque a margarina culinária Vaqueiro porco.

Quando a margarina derreter e estando quente colocar o entrecosto e, em lume brando, deixar fritar.
A meio da fritura salpicar com uns pós de colorau e um pouco do vinho da marinada. Vá acrescentando o restante vinho conforme vai fritando.

Colocar piri-piri a gosto.
Assim que estiver lourinho e cozinhado regar com um pouco de sumo de limão e polvilhar com cominhos. Envolver tudo e retirar do lume. Demorou cerca de 35 minutos.
Servir com batata cozida às rodelas e os ovos cozidos.
Enfeitar com azeitonas e rodelas de limão.


Chegou a vez de um docinho...
Tinha uma receita de bolo mais do tipo tarte de ananás.
Mas resolvi usar estas forminhas de tarteletes. Tenho-as e raramente as uso. Fazem-me lembrar as das pastelarias.
Ficaram muito fofinhas, como se pode ver pelo interior da foto. E é muito rápido de se fazer.
Podem optar por fazer uma tarte grande.






Ingredientes:

Ananás q.b. (usei abacaxi)
12 colheres de sopa de farinha de trigo com fermento
8 colheres de sopa de açúcar
6 colheres de sopa de leite
4 colheres de sopa de óleo
1 colher chá de fermento em pó
4 ovos

Preparação:

Misturar todos os ingredientes, menos o ananás e bater com a batedeira até misturar tudo.
Untar as formas das tarteletes com margarina e distribuir a massa.
Partir o ananás aos bocados e distribuir pelas forminhas.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC até cozer.
Demorou cerca de 20 minutos.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line