Pesquisa personalizada
Hoje deixo aqui um pratinho de vitela estufada com cogumelos. Nada tem que saber, e sendo vitela, estufa bem mais rápido do que a carne de vaca.
A vitela tem uma cor rosadinha, bem mais clara do que a carne de vaca ou bife. E esta teve uma história curiosa. Pois quando fui a um talho comprar, olhei para a montra de exposição da carne e não via lá a carne que conheço como sendo vitela.
Pensei que se calhar não estaria ali exposta. Chegou a minha vez e pedi. O Sr. dirige-se para a parte das peças dos bifes e pega numa delas. Eu interrompi-o e perguntei se aquilo era vitela, ele respondeu que sim, mas não muito convincente. Aí eu disse que a vitela não era daquela cor, que era mais clara... ele respondeu: "dessa não temos menina".
Respondi: "assim sendo não quero, queria da outra, obrigada".
Conclusão, o Sr. queria era vender-me bife por vitela... mas teve azar.
Fui ao talho que costumo ir, e não faltava lá peças de vitela bem rosadinhas.

Ingredientes:
2 pessoas
600 gr. vitela
1 cebola, 1 dente alho, azeite
1 folha loureiro
Pimenta, vinho branco, sal
1 cubo knorr carne
1 lata de cogumelos laminados
2 colheres sopa de polpa tomate

Preparação:

Num tacho picar a cebola, o alho e levar a refogar em azeite.

Assim que alourar, colocar a vitela partida aos cubos, regar com 1/2 copo de vinho branco e colocar a folha loureiro.

Deixar estufar lentamente, acrescentando água aos poucos.

Colocar a polpa de tomate, o knorr e temperar com sal e pimenta.

Depois da vitela estar tenra colocar os cogumelos escorridos e deixar estufar cerca de 5 minutos.

Rectificar tempero de sal se necessário.



Olá people!
Deixo aqui uma sugestão para o fim-de-semana. Uma sobremesa muito práctica de se fazer e que enche olhos e barriga (*_*).
Não sei se repararam, mas os morangos estão brilhantes, pois resolvi experimentar fazer a chamada geleia de brilho, que é usada nas confeitarias para pincelar as tartes de frutas e não só.
Para terminar deixo aqui uma frase para reflexão:
"Aquele que conheceu apenas a sua mulher, e a amou, sabe mais de mulheres do que aquele que conheceu mil". - Léon Tolstói.







Brilho:
Ingredientes:
1 embalagem de massa quebrada fresca
Morangos
1 pacote de chantilly de compra da royal


Para o brilho:
1/2 copo de água
1/2 copo de açúcar
1 colher sopa rasa de amido milho (farinha maizena)


Preparação:
Pré-aquecer o forno a 200ºC.

Colocar a massa quebrada com o papel vegetal onde vem enrolada, numa forma de tarte com fundo amovível. Picar com um garfo o fundo a massa, e levar a cozer.

Bater o chantilly de acordo com as instruções da caixa, que neste caso foi só juntar 200ml de leite ao pó e bater 2 minutos.

Colocar o chantilly no frigorífico depois de pronto.

Deixar arrefecer a massa, depois de cozida.

Lavar os morangos e secá-los com papel absorvente. Parti-los ao meio.

Montar a tarte: Colocar o chantilly sobre a massa, e dispôr os morangos por cima a gosto.


Preparação do brilho:

Nota: Esta quantidade dava à vontade para 2 tartes, pois sobrou ainda bastante brilho.

Dissolver a farinha maizena na água e juntar ao açúcar. Levar ao lume, mexendo sempre até ferver (vai engrossar).

Deixar amornar e pincelar os morangos com cuidado.

Levar ao frigorífico até à hora de servir.


Este domingo fiz este empadão de frango. Foi de comer e chorar por mais. Ficou muito, mas muito bom!!! A foto não faz jus ao paladar.

Por outro, lado fiz abstinência de doces. Pois é... pena é que foi sol de pouca dura. Mas hoje cheguei cedo a casa, vinha  com o frio entranhado no corpo e apetecia-me algo... Deu-me um impulso e fiz um bolinho que adoro, o bolo família, que já aqui está colocado, e que aconselho vivamente a experimentarem, pois o cheirinho que larga... hummmm...
Conclusão, ainda fui a tempo de lhe tirar a tosse depois de jantar, ah pois!!! Azarito o dele :)






Ingredientes:
2 peitos de frango (pode usar outras partes)
1 linguiça (ou chouriço de colorau)
Azeitonas pretas descaroçadas 
1 cebola, 2 dentes de alho
1 folha de loureiro, azeite
Sal, pimenta preta, tabasco, salsa seca
1/2 copo de vinho branco (+/-100 ml)
Polpa de tomate (4 colh. sopa)

Puré:
Batatas, sal, leite, margarina, noz-moscada
1 ovo para pincelar

Preparação:
Comece por cozer os peitos de frango em água temperada com sal e 1 folha de loureiro.
Assim que estiverem cozidos retire-os e deixe-os arrefecer um pouco, desfiando-os de seguida.
Retire a pele à linguiça e parta às rodelas. Fatie também algumas azeitonas.

Numa frigideira anti-aderente coloque a cebola fatiada fina e os dentes de alhos picados grosseiramente, cubra o fundo com azeite e leve ao lume. Assim que a cebola começar a ficar transparente coloque a linguiça, de seguida o frango e as azeitonas. Junte 1/2 copo de vinho branco, a polpa de tomate e envolva tudo.

Tempere com pimenta preta, salsa seca e tabasco a gosto. Rectifique  o tempero de sal, se necessário. Deixe a cozinhar cerca de 5 minutos, mexendo de vez em quando.Retire e reserve.

Para o puré:

Cozer as batatas em água temperada com sal. Assim que estiverem cozidas, reduza-as a puré com o passe-vite. Junte ao puré uma colher de sobremesa de margarina, uns pós de noz moscada, e vá juntando leite aos poucos, mexendo até adquirir a consistência desejada.

Depois é só colocar numa travessa de ir ao forno uma camada de puré, distribuir o recheio por cima e cobrir novamente com puré. Pincelar com 1 gema batida, enfeitar com azeitonas e levar ao forno pré-aquecido a 220ºC até ficar dourado.


Esta sobremesa merece bem o nome que lhe é dado, "Doce Maravilha"... pois é mesmo uma maravilha deliciosa!
Mas só à 2ª tentativa é que acertei. Pois a primeira vez que tentei fazer, não passei da 1ª parte, a do creme amarelo. A receita que tinha, dizia para deixar ferver para engrossar. E assim fiz, mas o certo é que talhou as gemas (ficou estragado), e foi para o lixo.
Da segunda vez, resolvi juntar farinha maizena, não deixei ferver e resultou...



Ingredientes:

4 ovos
1 lata de leite condensado 397 gr.
1 lata (a do leite condensado) de leite
4 colheres sopa de açúcar
1 pacote de natas 200 ml(agros)
1 pacote de bolachas torradas maria
2 colheres sopa bem cheias de farinha maizena (amido de milho)

Preparação:

Separar as gemas das claras.
Dissolver a farinha maizena no leite.
Colocar num tacho o leite condensado, as gemas, o leite com a farinha maizena dissolvida, e com a colher de pau misturar tudo. Levar ao lume brando e sem parar de mexer, até que engrosse um pouco, mas não deixar ferver (muito importante, pois se ferver, corre o risco de talhar e fica estragado).
Assim que engrossar um pouco, retirar do lume. Se ganhar grumos, passar a varinha mágica.
Colocar este preparado amarelo numa taça de vidro. Deixar arrefecer.
Entretanto, bata as natas e no fim junte 4 colheres de açúcar.
Bata as claras em castelo e envolva nas natas batidas com um rapa-tachos.
Faça um café forte sem açúcar, morno, e molhe as bolachas, colocando-as de seguida por cima do creme amarelo, até acabarem.
Por cima das bolachas, coloque as natas e as claras ja misturadas anteriormente e polvilhe com chocolate granulado ou raspas de chocolate.
Leve ao frigorífico umas horas. Sirva bem frio.


Um destes dias tinha 2 bifes de peru e 1 alheira. Não me apetecia comer o simples bife de peru grelhado... então lembrei-me de fazer assim. Grelhei a alheira às rodelinhas e coloquei sobre o bife e levei a gratinar com queijo por cima.
Gostei muito do resultado!




Ingredientes:
2 bifes de peru grossinhos
1 alheira grande
Sal, pimenta, sumo de limão
Queijo ralado ou fatiado
Azeitonas (opcional)

Preparação:

Temperar os bifes de peru com sal, pimenta e sumo de limão.
Pré-aquecer o forno a 200.ºC.
Grelhar os bifes de peru e colocá-los numa travessa de ir ao forno.
Partir a alheira às rodelas e levar a grelhar numa frigideira anti-aderente, até ficar tostadinha dos dois lados.
Distribuir a alheira sobre o bife de peru e cobrir com queijo.
Levar ao forno só para derreter o queijo.
Enfeitar com azeitonas.
Servir com salada e arroz.


Deixo aqui um beijo especial à minha Querida Mãe pelo dia que é assinalado hoje. Dia da Mãe para mim são todos os dias do ano... E beijinhos a todas as mães...
A acompanhar fica aqui o bolo formiga... gosto deste nome :)
Esta receita retirei do site gastronomias, mas alterei, pois a original levava óleo e como também levava natas, optei por cortar o óleo e não só. Aqui fica como fiz. E ficou um bolo delicioso!









Ingredientes:
6 ovos
2 chávenas (peq. almoço), ou caneca açúcar
2 chávenas (peq. almoço)de farinha trigo com fermento
1 pacote de natas 200 ml
100 gr. chocolate granulado (pode colocar menos quantidade)
100 gr. coco ralado
1 colher sobremesa de fermento em pó
Preparação:


Bater as gemas com o açúcar, até obter um creme esbranquiçado.
Juntar as natas e o coco, bater novamente, juntar a farinha e fermento, misturar tudo com a batedeira.

Bater as claras em castelo e envolver com um rapa-tachos na massa, juntando também o chocolate granulado.

Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC, numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.
Demorou cerca de 1 hora a cozer.


Para comemorar os 3 aninhos que o blog faz precisamente hoje que inseri o meu primeiro post, trouxe estes hambúrgueres, muito simples. O que lhes dá o toque é o molhinho que leva, e não julguem que é calórico, pois não é. Em vez das tradicionais natas, coloquei leite, e gostei bastante do resultado.
E tive uma bela prendinha... Sabem qual? No feriado fiz uma charlotte de morangos, e quando ia começar a fotografar as etapas da confecção, só saiu uma foto... a máquina pifou... ou melhor o botão de tirar as fotos morreu :(
Mas não há-de ser nada :(


Ingredientes:

4 hambúrgueres (escolhi a carne de vaca no talho e pedi que me fizessem os hambúrgueres)
2 fatias pão de forma
2 ovos
2 fatias de queijo
Azeitonas
Manteiga (usei dos cubinhos marca mimosa com salsa e alho)
Sal, pimenta preta

Molho:
300 ml leite (+/- 1 chávena almoçadeira)
1 colher de sopa bem cheia de mostarda
1 colher sopa de farinha maizena
Pimenta preta, sal fino

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Temperar os hambúrgueres com sal e pimenta.

Numa frigideira colocar um pouco de manteiga e fritar os hambúrgueres.
Retirá-los para uma travessa de ir ao forno.
Dissolver a mostarda e a farinha maizena no leite.
Levar novamente ao lume a frigideira onde fritou os hambúrgueres, juntar o leite com a maizena dissolvida e a mostarda. Temperar com sal fino e pimenta.
Mexer sempre até ferver para engrossar um pouco.
Fritar os ovos.
Colocar as 2 fatias de pão de forma no forno para ficarem tostadinhas. Retirar assim que estiverem.
Na travessa onde estão colocados os hambúrgueres, colocar as 2 fatias de queijo em 2 deles e os 2 ovos fritos nos outros 2.

Levar ao forno cerca de 3 minutos para derreter o queijo.

Retirar a travessa do forno e verter o molho quente por cima.

Ao fazer o prato colocar um dos hambúrgueres em cima da fatia de pão torrada (coloquei o hambúrguer tinha o ovo).
Regar bem e servir com batata frita ou puré. Enfeitar com azeitonas.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line