Pesquisa personalizada
Mas que bela feijoada!!! Havia imenso tempo que não comia...
Apesar deste calor não puxar muito para este tipo de comidas...
Aqui no norte, feijoada só leva carnes de porco, não sei se noutras regiões também é assim... e há quem lhe chame feijoada à Portuguesa.
Então fiz, e estava uma delícia. Mas o resultado final depende muito da qualidade das carnes e enchidos que lá se coloca.
Ingredientes:
1 pernil de porco fumado
1 chispe de porco
1 orelha de porco fumada
400 gr. de entrecosto de porco
Chouriço de vinho
Chouriço de colorau
Moira ou morcela de sangue
1 cebola, 2 dentes de alho
Azeite q.b.
500 gr. feijão branco
1 cenoura
1/2 copo de vinho branco
Sal, pimenta e cominhos q.b.
3 colheres de polpa de tomate

Preparação:

Comece por limpar e lavar o chispe e a orelha.
Na véspera, salgue o chispe e o entrecosto.
Demolhe o feijão de um dia para o outro, e no dia seguinte coza-o em água temperada com sal. Reserve a água da cozedura do feijão.

Retire o sal do chispe e do entrecosto e, num tacho coza o pernil, o chispe, a orelha e o entrecosto, vá retirando as carnes conforme forem ficado practicamente cozidas. Reserve esta água também.
Parta as carnes todas.

Num tacho pique a cebola e os 2 dentes de alho, regue com azeite, e leve a refogar, quando alourar a cebola junte a cenoura partida às rodelas, as carnes e os chouriços às rodelas, a moira inteira (ou morcela), e regue com o vinho branco. Coloque a polpa de tomate, mexa tudo.
Vá acrescentado um pouco de água da cozedura das carnes e da cozedura do feijão, e deixe estufar lentamente.
Junte o feijão, retire a moira e parta às rodelas, envolva tudo. Tempere com sal, pimenta e cominhos em pó.

Nota: Para o arroz, use parte das águas da cozedura da carne e do feijão também.





Hello!!! Ainda estão por ai? Espero que sim...

Antes demais começo por agradecer todas as palavras carinhosas que me deixaram nos comentários, assim como nos mails recebidos. É muito reconfortante saber que pessoas que só conhecemos virtualmente se "preocupam" com a Ratolinha, muito mesmo.
Mas estava a precisar desta pausa, fez-me bem...

E como podem ver, agora já têm de volta a melga :)

E trago-vos um bolinho fantástico, delicioso mesmo. Diria que é um manjar dos Deuses. Fica crocante por fora e, por dentro, a foto fala por si.

Ingredientes:

250 gr. açúcar
250 gr. amêndoa ralada
125 gr. doce de gila (existe à venda em frascos)
2 gemas
3 ovos inteiros
Açúcar em pó para polvilhar

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 170ºc com as duas resistências ligadas.
Comece por ralar a amêndoa (utilizei a picadora 123).
Bater com a batedeira os ovos, as gemas e o açúcar.

Juntar a amêndoa ralada, a gila e envolver tudo com uma colher de pau.
Unte uma forma redonda sem chaminé (usei uma de 23 cm diâmetro) com margarina e forre o fundo com papel vegetal, untando-o também.
Coloque a massa e leve ao forno.
Passados 35 minutos, deixei só a resistência de baixo ligada para acabar de cozer, pois por cima já estava com cor e não queria que queimasse.
Ao fim de 1 hora estava pronto. Espetei um palito e saiu seco.

Retirei, deixei arrefecer um pouco na forma e depois desenformei com cuidado.
O bolo convém ficar com a parte de cima para cima, pois fica com uma camada crocante.
Depois de frio, colocar açúcar em pó.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line