Pesquisa personalizada
Foto da Net

Fazer uma pequena pausa...
Apesar de adorar o meu blog e tudo o que envolve... a vossa companhia diária, os vossos comentários que me fazem sorrir muitas vezes, etc...
Vou estar ausente deste cantinho por uma semana ou duas, não sei...
Deixo-vos com esta frase, que tanto adoro, para reflexão:
"Perderei a minha utilidade no dia em que abafar a voz da consciência em mim"- Mahatma Gandhi


GRANDE FRASE!!!



Cá em casa adoramos este pastel, adoramos! E já há tanto tempo que tinha a receita para fazer, mas tinha receio que não ficasse bem, que me calhasse mal, e em vez de mil folhas, ainda saia uma espécie de pudim todo desfeito. Mas não, correu muito bem.

Na receita original (culinária Chefe Silva), os mil folhas têm metade da altura, ou seja, o creme é colocado num tabuleiro rectangular (dos de rolo). Como eu queria fazer idênticos aos das pastelarias, mais altos, optei por colocar o creme numa forma alta, a do bolo inglês, e só deu para 4 mil folhas grandes, bem grandes, tamanho XXL.

Se optarem por fazer mais baixinhos, necessitarão de 500 gr. de massa folhada que é a quantidade que vem na receita original e, claro, que rende mais em quantidade.
Aqui ficam várias perspectivas das fotos.



Massa Folhada Fresca

Ingredientes:
275 gr. de massa folhada fresca (usei da marca LIDL, que tem formato rectangular, como se pode ver na foto acima) ou massa folhada congelada
1 ovo

Para o creme russo:
500 ml de leite
250 gr. de açúcar
5 ovos
8 folhas de gelatina
1 casca de limão
canela em pó q.b.
açúcar em pó q.b.
Preparação:
Comece por preparar o creme.
Coloque o leite a ferver com uma casca de limão.
Ponha as folhas de gelatina a demolharem num recipiente com água fria cerca de 10 minutos. Após esse tempo retire e esprema o excesso de água.
Separe as gemas das claras.

Bata com a batedeira 200 grs. de açúcar com as gemas. Junte a esta gemada o leite quente misturando bem.
Leve este preparado ao lume (num tacho espaçoso) para engrossar um pouco sem deixar ferver.
Misture as folhas de gelatina espremidas, retire do lume e, mexa bem até dissolver a gelatina.

Deite o preparado num recipiente e deixe arrefecer, sem deixar solidificar. Vá mexendo de vez em quando, enquanto arrefece.
Depois do creme frio, bata as claras em castelo, adicionando no final os 50 grs. de açúcar, batendo bem para que fiquem bem firmes.
Misture as claras com o creme, envolva bem, deite o preparado num tabuleiro pequeno (eu coloquei numa forma de bolo inglês) e leve ao frigorífico a solidificar pelo menos 6 horas.

Estenda a massa folhada com cerca de 3 mm de espessura (no meu caso, usei conforme vinha na embalagem, a espessura que trazia, que era mais ou menos essa).
Corte tiras compridas com 7 ou 8 cm de largura, conforme o tamanho que quer fazer, porque o recheio depois de solidificado terá de ser cortado à mesma largura da massa folhada, para depois montar o pastel.

Ponha as tiras num tabuleiro, pincele por cima com ovo batido, evitando que caia ovo nos bordos. De seguida pique-as com um palito e leve a cozer em forno pré-aquecido a 200ºC, até ficar cozida (demorou cerca de 10/12 minutos).
Depois de cozida, retire do forno, deixe arrefecer.
Retire o creme do frigorífico e passe uma faca a toda a volta da forma para ajudar a descolar.
Com a ponta de uma faca, corte em tiras da largura do folhado.
Com a ajuda de uma espátula, descole as tiras do fundo do tabuleiro e coloque-as numa das das tiras dos folhados.
Cubra com a parte superior e aconchegue bem.
Com uma faca de serrilha, corte pedaços com 6/7 cm de comprimento.
Polvilhe com açúcar em pó e sobre o açúcar desenhe linhas com canela em pó.


Mais uns peitinhos de frango... confesso que é a minha parte favorita, apesar de ser seca, mas é a única que gosto. E, agora que resolvi inovar e inventar diferentes formas de confeccionar, aqui fica mais uma, que adorei. A repetir mais vezes com certeza. Porque não rechear e em cima colocar uma crostinha!

E aqui fica mais uma frase para reflexão:
"Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe." - Oscar Wilde




Ingredientes:
2 peitos de frango
1 alheira
Sal, pimenta preta
1 colher sobremesa de margarina
Salsa seca a gosto
1 colher sopa de pão ralado

Preparação:
Abrir os peitos de frango ao meio, temperar com sal e pimenta por todo.
Retirar a pele à alheira e com um garfo desfazê-la.

Reservar metade da alheira, para a cobertura dos peitos.
Rechear os peitos com metade da alheira.
Numa tigela colocar a restante alheira, o pão ralado, a margarina e a salsa seca. Misturar tudo bem, para que fique uma pasta.

Cobrir os peitos de frango com essa pasta.
Pincelar uma assadeira com azeite e colocar os peitos de frango.

Levar ao forno pré-aquecido a 200ºC até estarem cozinhados.
Aqui demorou cerca de 45/50 minutos, pois os peitos eram um pouco grandes.


As claras existem sempre no meu congelador, resultado de quando faço doces que só levam as gemas, por isso, volta e meia tenho de lhes fazer uma "limpeza".

Fiz este bolo, onde juntei mais dois ingredientes que adoro, o resultado final ficou divinal e muito fofinho também.

A partir de agora volta e meia juntamente com um post vou aqui colocar uma frase para reflexão, e começo hoje.

Aqui fica:"Há três coisas na vida que não voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida." - Autor desconhecido.



Ingredientes:

9 claras

200 gr. açúcar

50 gr. farinha trigo com fermento

60 gr. farinha maizena

1 colher chá fermento em pó

80 gr. margarina

60 gr. chocolate em pó

40 gr. coco



Preparação:

Comece por derreter a margarina para que esfrie. Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Com a batedeira bater as claras e assim que começarem a ganhar volume juntar o açúcar e bater mais um pouco.

Com uma colher de pau ou rapa-tachos envolver cuidadosamente a maizena, a farinha e o fermento.

De seguida envolver o chocolate em pó, o coco e por último a margarina derretida.

Untar uma forma de buraco com margarina e colocar o preparado. Levar a cozer a 180ºC.
Demorou cerca de 35 minutos.


Este prato foi resultado daqueles dias em que não se sabe o que fazer, e recorre-se a coisas mais simples e rápidas. Já fui mais adepta de salsichas do que sou agora, como muito raramente. Tudo por causa de um programa de TV que vi, onde explicava como eram feitas as salsichas. Bem, na altura fiquei tão impressionada, que houve anos que não comi salsichas. Mas agora já passou....

Conclusão pus-me a inventar e resultou neste prato, amigo íntimo do colesterol :)

Mas ficou muito bom!


Ingredientes:

2 pessoas:

Salsichas alemãs - 1 frasco

Batatas

4 ovos

Cebola, alho, azeite, pimenta

Azeitonas, salsa picada

1 colher sopa de mostarda

Preparação:

Partir as batatas aos cubinhos e fritá-las. Temperar com sal fino.

Numa frigideira anti-aderente colocar a cebola partida às meias luas e 1 dente de alho com azeite.

Levar ao lume e assim que a cebola ficar transparente colocar as salsichas partidas às rodelas e 1 colher de sopa de mostarda. Envolver tudo, reduzir o lume e deixar cozinhar cerca de 4 minutos.

Juntar as batatas, as azeitonas, a salsa picada e temperar com pimenta.

Numa tigela bater os 4 ovos com um batedor de ovos e juntar ao preparado anterior. Envolver tudo muito bem e rectificar o tempero se necessário.

Enfeitar com salsa picada e azeitonas. Servir.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line