Pesquisa personalizada
Depois de pesquisar na net uma receita de biscoitos ou bolachas que levasse farinha custard, encontrei esta cujo aspecto me agradou bastante. Retirei-a daqui.

Como a receita original foi feita na bimby, tive de adaptar à batedeira.

Não ficam muito doces. Podem sempre aumentar um pouco mais a quantidade de açúcar caso gostem mais doces. Ficam fofinhos.

Ingredientes:

5 ovos


125 gr. de farinha custard


170 gr. de açúcar


3 colheres de chá fermento em pó royal


125 gr. de margarina


500 gr. farinha trigo sem fermento


Canela em pó e açúcar para polvilhar


Preparação:


Com os ganchos compridos da batedeira (em forma de espiral), bater os ovos, a manteiga e o açúcar.


De seguida juntar as farinha e o fermento, misturar tudo.


Se necessário polvilhe as mãos com farinha para fazer as bolinhas. Colocar as bolinhas sobre papel vegetal num tabuleiro. Polvilhar com canela e açúcar. Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºc durante 15 minutos.


As bolinhas crescem muito como se vê na foto.



Esta refeição é das mais simples que existe e das mais rápidas de se fazer, ótima para uma emergência. Não tem nada que saber, mas deixo aqui a minha forma de a preparar. Costumo pôr sempre salsa e cebola picada, para cortar um pouco o sabor dos ovos.
Aqui usei linguiça e queijo (mas pode rechear a gosto), e não ficou enjoativa.
Quando era mais nova, ainda em casa dos meus pais, era sempre chamada para fazer as omeletas, pois conseguia dobrá-la em 3 partes, como na foto sem a partir toda.




Ingredientes:
6 ovos
Sal, pimenta
1 colher café (pequeninas) fermento em pó
Salsa picada, cebola picada
1/2 linguiça, 1 fatia de queijo
Preparação:

Partir os ovos para um recipiente e bater com o batedor de ovos, tempera com um pouco de sal e pimenta.
Pique finamente 1 cebola pequena, um raminho de salsa, e junte aos ovos batidos. Envolva tudo.

Parta a linguiça às rodelas fininhas, e a fatia de queijo aos bocados.
Numa frigideira coloque um pouquinho de óleo e deixe aquecer. Faça com que o óleo já quente unte a superfície da frigideira.

Coloque o preparado e por cima espalhe as rodelas de linguiça e o queijo, reduza o lume para o mínimo, para que a omeleta vá cozendo sem queimar.
Quando começar a ficar cozinhada, dobre a gosto.
Enfeite com salsa.


Não se assustem com o aspecto destes bolos de arroz.

Estive mesmo para não postar esta receita, devido ao seu aspecto. Mas como ficaram tão bons, resolvi partilhar apesar disso. Afinal nem sempre as coisas correm bem, não é? E eu não sou excepção à regra!

Eu mesma levei um susto, quando a meio da cozedura olhei para dentro do forno e vi a massa a sair pelas formas fora, parecia que os bolos tinham vida própria. Mas a culpa foi toda minha. Isto porque nunca pensei que eles fossem crescer tanto, e enchi demasiado as 10 forminhas que tenho. Conclusão, cresceram tanto que os papéis subiram pela forma acima e desperdicei imensa massa, daí este aspecto. O bolinho que vêem foi feito com a massa que sobrou. E, esse sim, já está mais apresentável, apesar de ter ficado pequenino.

aqui tinha colocado uma receita de bolos de arroz, que gostei. Mas na minha opinião, esta fica mais parecida com os que se compram. Experimentem e digam a vossa opinião.Quem não tem as forminhas pode sempre fazer em formas de queques.


Ingredientes:

300 gr. farinha de arroz

100 gr. farinha maizena
100 gr. manteiga
300 gr. açúcar
200 ml leite
1 colher chá fermento em pó bem cheia
3 ovos

Preparação:
Com a batedeira bater a manteiga com o açúcar, acrescentar as gemas e bater novamente.

Colocar o leite, mexer, mas com uma colher ou batedor de ovos, juntar as farinhas com o fermento peneiradas e envolver.
Bater as claras em castelo e envolver no preparado.

Levar a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC em forminhas ou em forma de bolo.


Aqui fica um pano de cozinha bordado por mim. Uma coisa muito simples. Admito que fazer ponto de cruz para mim é relaxante, apesar de pouco ou nada fazer actualmente. Gostaria de fazer mais, mas.....

Demorei imenso tempo a fazer, mas finalmente acabei.


Ai, ai, ai!!! Que maravilhosas queijadinhas de cenoura.

De tão boas que ficaram, que voaram, e não tinham asas.... Sim, é verdade. Mais houvesse, mais voavam...

Uma textura e sabor deliciosos, uma delícia. Façam e depois digam-me qualquer coisa.


Ingredientes:

500 gr. cenouras
2 ovos
200 gr. açúcar
Raspa de 1/2 limão pequeno
30 gr. margarina
3 colheres sopa bem cheias de farinha maizena
1 pau de canela, sal


Preparação:
Comece por cozer as cenouras descascadas em água temperada com sal e 1 pau de canela.

Assim que estiverem cozidas escorra e retire o pau de canela. Passe a varinha mágica para transformar em puré de cenoura.
Derreta a margarina para que esfrie.
Bater com a batedeira o puré de cenoura com o açúcar, as gemas, a raspa de limão e a margarina. Juntar a farinha maizena e mexer.

Bater as 2 claras em castelo e envolver no preparado sem bater.

Colocar em forminhas untadas e polvilhadas com farinha.
Levar ao forno pré-aquecido a 200ºc.

Passados 15 minutos reduza a temperatura do forno para 180ºc. Estes demoraram cerca de 40 minutos a cozer. Mas depende do forno. Faça o teste do palito, e, se sair seco, estão prontos.

Retire-os do forno e com a ajuda do bico de uma faca passe à volta da queijada para ajudar a descolar das formas.
Deixe arrefecer e desenforme.Delicie-se!

Rendeu 12 queijadas.


Acreditem ou não, nunca tinha experimentado fazer frango com cerveja. Já tinha ouvido falar, mas como leva na receita sopa de cebola e não sou grande adepta dessas coisas instantâneas, nunca fiz. Até ver no blog Cozinha da Duxa. Gostei tanto do aspecto que disse a mim mesma vai ser desta. E foi.A única diferença é que usei uma cerveja branca em vez de preta e não coloquei água.

E só tenho a dizer que adorei, adorei, o sabor, o molho, tudo.

A repetir com certeza . Ora digam lá se não se come com os olhos.

Duxa obrigada pela partilha.

Ingredientes:
1 frango ou pedaços de frango da nossa preferência
1 saqueta de sopa de cebola Knorr
1 cerveja branca 33 cl
Azeite
4 dentes de alho esborrachados

Malagueta a gosto
Coentros frescos picadinhos (pus salsa seca)
Preparação:
Coloca-se dentro de um tacho espaçoso os alhos esborrachados e azeite a cobrir o fundo.
Quando os alhos ganharem cor, adiciona-se os pedaços de frango, envolve-se e deixa-se fritar um pouco. Junta-se o preparado da sopa de cebola ao frango, mexe-se e adiciona-se metade da cerveja, torna-se a mexer.



Assim que começar a ganhar fervura, diminui-se o lume para o frango cozer lentamente, coloque a malagueta e vá juntando a restante cerveja conforme for preciso até acabar. Não necessitei de juntar água.

Convém ir mexendo e vigiando durante a cozedura.
Vai ficar um molhinho um pouco espesso.
Servir e polvilhar com coentros (aqui como não tinha, polvilhei com salsa seca).
Servi com puré para aproveitar o molhinho.


Não ia fazer referência a este dia, porque dia da mulher na minha opinião é todos os dias. Mas tive de o fazer, pois decididamente as mulheres o merecem!!!

E, assim sendo, ofereço esta bela tulipa, a todas as MULHERES que por aqui passam em homenagem ao dia de hoje.

A tulipa é a minha flor preferida. Uma flor com aparência frágil, delicada, mas muito bela. Como muitas de nós.



Sem mais, deixo um Beijo enorme para todas vós.




Imagem retirada da net



Antes demais, quero começar por agradecer ao meu glutão (marido), como eu lhe chamo, pois é ele que devora a maior parte dos meus doces, e que tem a feliz sorte de não engordar (gostava de ser assim...). E que também se dispõe a experimentar as minhas experiências culinárias, coisas que nunca tinha feito, como esta pavlova e que resolvi experimentar, assim como outras comidinhas.

Já andava de olho nesta receita desde que vi a Nigella Lawson num programa da Sic Mulher a fazê-la. Se quiserem ver o vídeo da confecção da pavlova, podem vê-lo
aqui.
Fica uma sobremesa divinal, na minha oipnião.
Nota: Cresce ao cozer, ou seja o diâmetro inicial aumenta.


Depois de sair do forno já fria:
Antes de ir ao forno:

Ingredientes:
Para a base de merengue:
6 claras
300 gr. de açúcar
3 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher de chá de vinagre vinho branco
50 gr. de chocolate preto de boa qualidade
Para a cobertura:
Morangos
200 ml de natas
2 colheres sopa açúcar em pó


Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Bata as claras em castelo, mas não demasiado firmes.

Adicione o açúcar mas uma colher de sopa de cada vez até acabar, sempre a bater.

Espalhe o cacau em pó, o vinagre e o chocolate picado em pedacinhos.
Envolva tudo com cuidado até estar bem ligado com uma colher de pau.
Num tabuleiro de forno ponha uma folha de papel vegetal, desenhe um círculo com aproximadamente 23 cm de diâmetro, pode fazer isto pondo uma forma ou prato e com um lápis desenhar um círculo à sua volta. Unte com margarina o papel vegetal.

Espalhe o merengue dentro desse círculo, como se vê na foto.
Coloque no forno e imediatamente baixe a temperatura para os 150ºC.


Coza durante 1 hora a 1h15. Este demorou cerca de 1h e 10 minutos.
Decorrido esse tempo desligue o forno, entreabra a porta e deixe a pavlova arrefecer completamente lá dentro. Ela vai abater como se vê na foto, mas é mesmo assim. Fica estaladiça por fora e macia por dentro.
Enquanto arrefece, bata as natas e junte as 2 colheres de sopa de açúcar em pó. Leve ao frigorífico enquanto a pavlova arrefece totalmente.
Estando fria, retire para um prato de fundo liso e coloque as natas no meio.

Decore a gosto com morangos ou outra fruta qualquer.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Top blogs de receitas

Parcerias com:

Chás, Compotas, Mel....

Comprar on-line